Cassilândia, Domingo, 28 de Maio de 2017

Últimas Notícias

22/02/2005 14:11

Projeto sugere mudanças no Código de Processo Civil

Agência Câmara

O Código de Processo Civil poderá ser alterado pelo Projeto de Lei 4724/04, do Poder Executivo, que faz parte de um pacto firmado entre os três Poderes para agilizar a Justiça brasileira. As mudanças propostas pelo projeto referem-se aos artigos 504, 506, 515 e 518, relativos à forma de interposição de recursos, ao saneamento de nulidades processuais, ao recebimento de recurso de apelação e a outras questões.
O objetivo das mudanças, de acordo com o Executivo, é procurar dirimir o problema que afeta o recurso de apelação nos casos em que o tribunal identifica nulidade no processo ocorrida no juízo de origem. Nessa hipótese, a proposta altera o artigo 515 e especifica que, "em se tratando de vício sanável, o procedimento mais adequado ao princípio da economia processual é determinar a realização ou renovação do ato processual anulado, em vez de retornar os autos à origem".
Está prevista ainda a alteração no artigo 504, que especifica que não caberá recurso aos despachos - decisões administrativas do juiz, tais como intimações e solicitações de diligências. E outra que estabelece que "o juiz não receberá o recurso de apelação quando a sentença estiver em conformidade com súmula (decisão já pacificada) do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ou do Supremo Tribunal Federal (STF).

Argumentos
O ministro da Justiça, Marcio Thomaz Bastos, explica que a decisão de conferir maior eficiência e evitar a morosidade que atualmente caracteriza a aplicação do Código de Processo Civil atende a diversas manifestações de entidades representativas, dentre as quais o Instituto Brasileiro de Direito Processual, a Associação dos Magistrados Brasileiros e a Associação dos Juízes Federais do Brasil. "Trata-se, portanto, de uma adequação salutar que contribuirá para a redução do número excessivo de impugnações sem possibilidades de êxito", afirma o ministro.

Tramitação
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, está sendo analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 28 de Maio de 2017
Sábado, 27 de Maio de 2017
10:00
Receita do Dia
Sexta, 26 de Maio de 2017
10:01
Cassilândia
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)