Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/11/2015 18:02

Projeto que acelera promoções na PM será votado semana que vem

Leonardo Rocha, Campo Grande News

O projeto enviado pelo governo estadual, que acelera as promoções de soldados e cabos na Polícia Militar, conseguiu tramitar em regime de urgência, na Casa de Leis, depois de um acordo entre as bancadas partidárias. Com esta medida, a proposta já será votada em plenário, na semana que vem.

O deputado Cabo Almi (PT) fez a solicitação, lembrando que a matéria se trata de um acordo entre a categoria e o governo estadual. Por esta razão, não precisaria de debates maiores na Casa de Leis. Os parlamentares acataram a medida e a proposta entra na pauta na próxima terça-feira (24).

"Se trata de um sonho e reivindicação antiga da categoria, que em acordo com o governo conseguiu esta mudança. Esta conversa partiu de um entendimento, após as negociações sobre o reajuste em maio, em que o executivo prometeu melhorias para os servidores", disse o petista.

Cabo Almi ressaltou que esta adequação ajuda na melhoria salarial, qualidade de vida e dá mais incentivo para aqueles que estão ingressando na Polícia Militar. "Vamos pedir para CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) agilizar e votarmos na próxima sessão".

Projeto - A proposta reduz de oito para seis anos o tempo de serviço que o soldado precisa, para poder almejar sua promoção a cabo na Polícia Militar. Quando ele completar este período, já poderá almejar a ascensão, que vai depender da realização do curso e abertura de vagas.

De acordo com o presidente da ACS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de MS), Edmar Soares, já existem quatro turmas de soldados aptos para esta mudança. O critério que antes era de 60% de antiguidade e 40% de mérito também foi alterado, sendo agora 100% para o primeiro.

No curso haverá seleção interna para apontar aqueles que vão ficar com as vagas. "O governo ainda prometeu a divulgação de um calendário de cursos nos próximos anos", disse Soares.

Na ascensão profissional de cabos para 3° sargento também houve uma mudança e diminuição do tempo, já que hoje se precisa de 12 anos de efetivo na PM e quatro de interstício para promoção de antiguidade. No novo projeto, diminui para 10 anos de efetivo, continuando os quatro (interstício).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)