Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/01/2004 08:23

Projeto proíbe acumulação de atividade pública

Agência Câmara

O Projeto de Lei 1866/03, do deputado Carlos Nader (PFL-RJ), proíbe que ocupantes de cargos em comissão ou de assessoramento em órgãos públicos façam contratos de prestação de serviços ou de qualquer natureza com outras empresas públicas. Eles também não poderão contratar com empresas privadas que recebam contribuições do Poder Público.
O projeto proíbe ainda o servidor comissionado de participar como proprietário ou sócio, ainda que minoritário, de empresa que tenha contrato com empresa pública, ou com empresa privada para cuja manutenção o Poder Público tenha contribuído.
Em caso de descumprimento das determinações, os atos decorrentes do contrato irregular serão anulados e o Erário deverá ser ressarcido pelo servidor, sem prejuízo da ação penal cabível.

MORALIDADE
O projeto pretende garantir o cumprimento do princípio de moralidade que rege a administração pública. "É preciso impedir que detentores de cargos públicos aproveitem-se do prestígio político de que dispõem para conseguirem favores ou benefícios de entidades públicas", afirma o autor da proposta.

A matéria, que tramita em regime conclusivo, está sendo analisada pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, onde tem como relator o deputado Isaías Silvestre(PSB-MG). Em seguida, será apreciada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Redação.



Reportagem - Márcia Schmidt
Edição - Rejane Oliveira

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)