Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/04/2010 17:54

Projeto prevê usar tornozeleira eletrônica em homicida

Campo Grande News/ Paulo Fernandes

Apresentado nesta terça-feira, projeto de lei permite a adoção de pulseiras ou tornozeleiras eletrônicas para vigiar presos em Mato Grosso do Sul.

O equipamento será uma espécie de GPS para detentos em prisão domiciliar, que estão proibidos de frequentar determinados lugares ou em liberdade condicional.

As pulseiras e tornozeleiras têm lacre que se for violado emite imediatamente sinal para centrais de equipamentos instaladas nos presídios de onde o detento é egresso.

De acordo com a proposta do deputado estadual Coronel Ivan (PRTB), a vigilância eletrônica deverá ser determinada pela Justiça e com o consentimento do condenado.

O projeto diz ainda que a vigilância será determinada em casos de condenados por tortura, tráfico de drogas, terrorismo, genocídio, crimes decorrentes de ações praticadas por quadrilha ou bando, homicídio qualificado, latrocínio e extorsão qualificada pela morte ou mediante seqüestro e estupro.

“A proposta é oportuna visto que lamentavelmente tem sido comum ouvirmos notícias na imprensa de detentos que se aproveitam do período em que lhes são concedidas saídas temporárias ou condicionadas para cometer novas infrações”, justifica o deputado.

O parlamentar afirma ainda que o monitoramento já é usado nos Estados Unidos, Inglaterra, França, Portugal, Austrália e Argentina.

Projetos semelhantes já foram aprovados em São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)