Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

30/04/2006 09:10

Projeto prevê processo único para infrações conexas

Agência Câmara

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6414/05, do Senado, que torna obrigatório o julgamento de infrações penais de menor potencial ofensivo que estiverem vinculadas a crimes mais graves poderão ser processadas obrigatoriamente na Justiça comum ou no Tribunal do Júri.
A proposta também eleva de um para dois anos a pena máxima para as infrações penais de menor potencial ofensivo, quando julgadas pelo juizado especial criminal. A pena máxima de dois anos já vale em âmbito federal.

Desmembramento
Atualmente, a jurisprudência admite o desmembramento de processos. Dessa forma, as infrações mais leves são processadas nos juizados especiais, e as demais, na Justiça comum ou no Tribunal do Júri.
O autor do projeto, senador Demostenes Torres (PFL-GO), afirma que o julgamento dos processos em foros diferentes pode gerar atrasos e dar margem a decisões contraditórias.
A proposta pretende evitar, por exemplo, que o autor de um homicídio que portava drogas para uso próprio venha a ser julgado no Tribunal do Júri (pelo homicídio) e no juizado especial criminal (pelo porte de droga).
O projeto assegura, entretanto, que os acusados terão mantidos dois benefícios dos juizados especiais, referentes às infrações de menor potencial ofensivo: a transação penal (que pune o infrator com a prestação de serviço à comunidade ou o pagamento de multa, sem a necessidade de denúncia e de instauração de processo) e a composição dos danos civis (conciliação entre as partes).

Tramitação
O projeto será analisado em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). Caso seja aprovado, seguirá para sanção presidencial.


Reportagem - Edvaldo Fernandes
Edição - Pierre Triboli


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)