Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/11/2004 08:29

Projeto muda regras de licitações para filantrópicas

Agência Câmara

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou, na última quarta-feira (10) o Projeto de Lei 3740/00, do Senado Federal, que dispensa os órgãos públicos de realizarem licitações para a concessão de direito de uso de bens públicos a entidades religiosas ou filantrópicas sem fins lucrativos. A proposta altera a Lei 8666/93, que instituiu as normas para licitações e contratos de administração pública. A dispensa de licitação, nesses casos, poderá ser feita pela União, estados, Distrito Federal e municípios.
De acordo com o projeto, para ser dispensada a licitação, a entidade filantrópica terá que comprovar destinação social do bem outorgado, por meio de projeto assistencial ou social, aprovado pelo órgão da administração pública responsável pelo bem público.

Proposta principal
Na mesma sessão, a Comissão de Finanças e Tributação rejeitou o Projeto de Lei 1292/95, que é a proposta principal, e todos os seus apensados. O PL 1292/95, também de autoria do Senado, determina que o contratado por intermédio de licitação deverá informar à administração pública, no prazo de oito dias, as subcontratações que realizar.
O relator, deputado João Leão (PL-BA), ao rejeitar a proposta, alegou que a subcontratação só é possível nos casos em que a administração pública permitir. Segundo o relator, não há interesse objetivo nem conveniência para que a administração contratante fiscalize as relações da prestadora dos serviços e suas subcontratadas. Ele argumenta ainda que a fiscalização só dificultaria e oneraria a gestão do contrato celebrado.

O Projeto de Lei 3740/95 foi aprovado pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, que também rejeitou o principal, PL 1292/95 e seus apensados. Os projetos foram encaminhados à Comissão de Constituição de Justiça e de Cidadania e deverão ser apreciados pelo Plenário da Casa.



Reportagem - Mauren Rojahn
Edição – Paulo Cesar Santos


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)