Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Março de 2017

Últimas Notícias

03/02/2004 09:37

Projeto institui prova para fisioterapeutas

Agência Câmara

Tramita na Comissão de Seguridade Social e Família o Projeto de Lei 1444/03, do deputado Abelardo Lupion (PFL-PR), que obriga a realização do exame de suficiência para o exercício das profissões de fisioterapeuta e terapeuta ocupacional. A prova sobre especialidade de cada área será condição prévia para inscrição no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.
A proposta determina que, a cada cinco anos, após a inscrição em Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, os profissionais irão submeter-se a exame de avaliação nos conselhos locais de suas atividades. Essa prova tem o objetivo de verificar, entre outros aspectos, conhecimentos teóricos e práticos atualizados sobre o exercício da fisioterapia e terapia ocupacional, obedecida a especialização a que se dediquem. A proposta altera a Lei 6316/75, que cria o Conselho Federal e Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.
O autor argumenta que o projeto demonstra a preocupação das autarquias fiscalizadoras com o crescimento dos cursos de fisioterapia e terapia ocupacional. "O receio refere-se à qualidade do ensino oferecido e à colocação de pessoas que não apresentem a qualificação exigida para o exercício das atividades em uma área de tanta importância: a saúde das pessoas", afirma.

PRÉ-REQUISITOS
Pelo texto, os fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais só poderão exercer legalmente a profissão desde que cumpram, cumulativamente, os seguintes requisitos:
- possuam títulos acadêmicos de graduação em Fisioterapia ou Terapia Ocupacional, devidamente registrados no Ministério da Educação;
- tenham sido aprovados em Exame de Suficiência, condição prévia para inscrição em Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional;
- estejam regularmente inscritos em Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, sob cuja jurisdição se achar o local de suas atividades.

Depois da Comissão de Seguridade Social e Família, onde é relatada pelo deputado Geraldo Resende (PPS-MS), a proposta será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Redação. Se aprovada, como tramita em regime conclusivo, seguirá diretamente para o Senado.



Reportagem – Daniel Cruz
Edição - Patricia Roedel


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Março de 2017
Quarta, 22 de Março de 2017
21:53
Cassilândia
20:41
Loteria
Terça, 21 de Março de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)