Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/09/2016 19:00

Projeto garante mesmo tratamento protocolar a advogados, juízes e procuradores

Agência Câmara

Tramita na Câmara dos Deputados proposta que garante expressamente o mesmo tratamento protocolar para advogados, juízes e procuradores. O objetivo é evitar qualquer tipo de subordinação de advogados a essas autoridades – uma subordinação que, no entendimento de especialistas, se reflete na forma de um advogado ter de se dirigir a um juiz como Vossa Excelência e em troca ser tratado por Vossa Senhoria.

O tratamento protocolar igualitário está previsto no Projeto de Lei 5773/16, do deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE), que altera o Estatuto da Advocacia (Lei 8.906/94). A lei atual já proíbe qualquer tipo de hierarquia ou subordinação entre advogados, magistrados e membros do Ministério Público, estabelecendo que essas categorias devem tratar-se com consideração e respeito.

Gonzaga Patriota, no entanto, observa que o tratamento dispensado a advogados ainda é um ponto sensível à administração da Justiça. Como embasamento para o projeto, ele cita o artigo “Tratamento protocolar equânime como prerrogativa dos advogados”, do advogado Antonio Sólon Rudá.

Segundo o artigo, as prerrogativas dos advogados constituem direitos inalienáveis que garantem a segurança jurídica necessária ao processo legal, sendo esse profissional um ponto de equilíbrio entre quem acusa e quem julga. Nesse sentido, diz o texto de Rudá, é que se assegura ao advogado o exercício da advocacia livre de qualquer pressão ou vínculo subordinativo em relação aos magistrados e aos membros do Ministério Público e ainda a qualquer autoridade de qualquer dos Poderes.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

PL-5773/2016

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)