Cassilândia, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

Últimas Notícias

20/09/2016 19:00

Projeto garante mesmo tratamento protocolar a advogados, juízes e procuradores

Agência Câmara

Tramita na Câmara dos Deputados proposta que garante expressamente o mesmo tratamento protocolar para advogados, juízes e procuradores. O objetivo é evitar qualquer tipo de subordinação de advogados a essas autoridades – uma subordinação que, no entendimento de especialistas, se reflete na forma de um advogado ter de se dirigir a um juiz como Vossa Excelência e em troca ser tratado por Vossa Senhoria.

O tratamento protocolar igualitário está previsto no Projeto de Lei 5773/16, do deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE), que altera o Estatuto da Advocacia (Lei 8.906/94). A lei atual já proíbe qualquer tipo de hierarquia ou subordinação entre advogados, magistrados e membros do Ministério Público, estabelecendo que essas categorias devem tratar-se com consideração e respeito.

Gonzaga Patriota, no entanto, observa que o tratamento dispensado a advogados ainda é um ponto sensível à administração da Justiça. Como embasamento para o projeto, ele cita o artigo “Tratamento protocolar equânime como prerrogativa dos advogados”, do advogado Antonio Sólon Rudá.

Segundo o artigo, as prerrogativas dos advogados constituem direitos inalienáveis que garantem a segurança jurídica necessária ao processo legal, sendo esse profissional um ponto de equilíbrio entre quem acusa e quem julga. Nesse sentido, diz o texto de Rudá, é que se assegura ao advogado o exercício da advocacia livre de qualquer pressão ou vínculo subordinativo em relação aos magistrados e aos membros do Ministério Público e ainda a qualquer autoridade de qualquer dos Poderes.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

PL-5773/2016

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 19 de Janeiro de 2017
20:48
Loteria
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Quarta, 18 de Janeiro de 2017
21:49
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)