Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/07/2004 14:57

Projeto estabelece novas regras para corte de energia

Agência Câmara

O Projeto de Lei 3641/04, do deputado André Luiz (PMDB-RJ), prevê novas regras para a suspensão do fornecimento de energia elétrica no caso de atraso no pagamento de faturas. Pela proposição, a concessionária prestadora do serviço público de energia elétrica poderá suspender o fornecimento somente no caso de atraso de 60 dias no pagamento de uma fatura, desde que existam duas contas vencidas; ou pelo atraso de 90 dias, independentemente do número de faturas vencidas.

Novas regras
De acordo com o projeto, se for necessário o corte do serviço, a concessionária fará pelo menos uma comunicação formal ao cliente. O corte somente poderá ser executado na presença do cliente ou de um consumidor residente no domicílio.
No caso de suspensão indevida do fornecimento do serviço, a concessionária de energia elétrica será multada e obrigada a executar a religação em, no máximo, 4 horas.
A suspensão do fornecimento será considerada indevida, de acordo com o texto, quando a fatura em atraso tiver sido paga até o dia anterior ao corte da energia. O consumidor que for vítima da suspensão indevida estará isento do pagamento do consumo de energia no mês seguinte ao corte para compensar prováveis perdas e constrangimentos.

Multa
O projeto estabelece ainda que, na hipótese de atraso no pagamento da fatura, será cobrada multa de, no máximo, 2% sobre o valor total da conta em atraso, cuja cobrança não poderá incidir sobre o valor da multa eventualmente aplicada na fatura anterior.
O deputado André Luiz argumenta que, de acordo com Resolução Normativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o corte no fornecimento de energia elétrica pode ocorrer apenas após 15 dias da comunicação prévia ao consumidor. "Isso significa que, se a concessionária fizer a comunicação no dia seguinte ao vencimento da fatura, o corte de energia poderá ocorrer após 16 dias do vencimento", observa.

Tramitação
O projeto está tramitando em conjunto com o PL 4010/97, da deputada Laura Carneiro (PFL-RJ), que proíbe a interrupção da prestação de serviços essenciais por atraso no pagamento inferior a 30 dias. A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada pelas comissões de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.



Da Redação / SR


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)