Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/12/2003 15:05

Projeto desincorpora benefícios do salário

Agência Câmara

A Comissão de Seguridade Social e Família está analisando o Projeto de Lei 431/03, de autoria do deputado Paes Landim (PFL-PI), que determina que alguns benefícios previstos na Consolidação das Leis do Trabalho só serão devidos ao trabalhador enquanto for mantido o vínculo empregatício, sem se incorporarem ao salário para qualquer outro efeito, como verbas rescisórias ou previdência social. Entre os benefícios listados pela proposta, estão alimentação, moradia, dormitório, vestuário ou equipamento utilizados em local do trabalho, abono, gratificação ou outro adicional concedido livremente pelo empregador, desde que o valor total não exceda 10% o salário efetivo do trabalhador.
O parlamentar argumenta que, atualmente, menores, estudantes, pessoas com mais de 50 anos de idade e deficientes sem qualquer renda, mesmo estando aptos a prestar algum serviço compatível em horário reduzido, não conseguem ajuda de custos de empresas porque os encargos sociais e previdenciários comprometem muito os custos do empregador. Ele alerta que, por esse motivo, os empregadores se retraem na concessão de vantagens indiretas ou de pequenos adicionais. “Resguardada a intocabilidade do salário contratual, a lei precisa adequar-se à realidade e modernidade sociais, tornando-se mais dinâmica para permitir o aumento de ganhos do trabalhador, o interesse deste em manter o bom emprego e a distribuição de renda. Quando isso não acontece, desabrocha o trabalho informal”, analisa o deputado.

Após ser votado pela Comissão de Seguridade Social e Família, o projeto, que tem como relator na comissão o deputado Milton Barbosa (PFL-BA), deverá ser apreciado ainda pelas comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Redação. Foi apensado a ele o Projeto de Lei 1889/03, de autoria do deputado Carlos Nader (PFL-RJ), que trata do mesmo assunto.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)