Cassilândia, Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

Últimas Notícias

20/09/2019 15:00

Projeto de extensão lança cartilha sobre animais do cerrado

Governo de SP

 

Uma parceria entre a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Universidade Estadual Paulista (Unesp), do campus de Botucatu, e a Secretaria Municipal de Educação resultou no lançamento da cartilha “O cotidiano das crianças e os animais do cerrado”, publicação resultante de um projeto de extensão homônimo.

A coordenação da iniciativa é da professora Elizabeth Moreira dos Santos Schmidt. O lançamento desta segunda-feira (16) ocorreu na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Hernani Donato, localizada no município do interior paulista.

Realizado também na EMEF Leonor Bicudo Vizenzotto (com lançamento previsto para o dia 30 de setembro), o projeto teve como objetivo a promoção da educação ambiental dos alunos de 1º a 5º ano, de maneira multidisciplinar e interativa, construindo coletivamente as atividades a partir das informações e vivências sobre o cerrado.

Proposta

Vale destacar que as duas escolas estão situadas em áreas típicas do cerrado. “Por esse motivo, a proposta do projeto foi fundamentada no desenvolvimento crítico da consciência em relação ao lugar em que vivem os participantes, partindo dos saberes e carências de cada professor e aluno, especialmente em questões de respeito, ética e educação ambiental para a preservação e conservação”, explica a professora Elizabeth Moreira dos Santos Schmidt.

Classificado junto à Pró-Reitoria de Extensão da Unesp (Proex) como um projeto de extensão de metodologias participativas, o trabalho gerou uma série de produtos elaborados pelas crianças, tais como histórias em quadrinhos, desenhos, pinturas, modelos de animais em argila e em material reciclado, redações, poesias, fichas técnicas com informações biológicas dos animais, teatros, canções e até uma enciclopédia do cerrado.

Todo o material é produzido de maneira colaborativa, com exposição nas escolas em eventos realizados na cidade. Recém-lançada, a cartilha apresenta uma parte do conteúdo elaborado (textos e imagens), considerações sobre a metodologia de trabalho, relatos sobre a experiência de participar do projeto e o nome de todos os envolvidos: crianças, bolsistas e colaboradores.

Envolvimento

Alguns dos relatos contidos na cartilha atestam a relevância do projeto e o sucesso da proposta de envolver os participantes em todas as etapas. “Foi bom trabalhar nesse projeto, pois sempre buscamos informações para passar aos nossos alunos”, salienta a professora Joana Maria Ferreira.

“O projeto contribuiu significativamente para a ampliação do conhecimento dos alunos, docentes e demais membros da nossa equipe sobre o cerrado e a preservação dos animais que habitam esse bioma. O mais relevante foi o encantamento de todos com as novas descobertas e a possibilidade de cuidar do nosso meio ambiente de maneira efetiva”, enfatiza a coordenadora pedagógica Patrícia de Sordi Lima.

Aluna do 2º ano de Medicina Veterinária, Fernanda Barthelson de Moura foi uma das bolsistas do projeto e avaliou positivamente a iniciativa. “Fiquei alegre ao ver a importância dada pelas escolas para o estímulo à reflexão, entendimento e interação entre alunos e professores. Por conta desse cenário em que as crianças estão inseridas, foi possível estabelecer um contato e realizar um trabalho mais próximo com elas, que julgo ser de extrema relevância para a transmissão de novos conhecimentos e construção de uma consciência mais crítica”, afirma.

Premiação

O projeto de extensão universitária “O cotidiano das crianças e os animais do cerrado” foi premiado como o melhor pôster na General Assembly and Annual Conference of the Marie Curie Alumni Association (MCAA), realizado na Universidade de Viena, na Áustria, em fevereiro.

A ação foi apresentada no evento pela professora Elizabeth Moreira dos Santos Schmidt, que esteve como presidente da seção brasileira da MCAA, rede global de pesquisadores sem fins lucrativos, política e comercialmente independente, apoiada por meio de financiamento da União Europeia, em parceria com instituições de pesquisa. Além do trabalho premiado, na ocasião, a docente do Departamento de Clínica Veterinária da FMVZ também apresentou outros dois trabalhos de pesquisa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 17 de Outubro de 2019
10:00
Receita do Dia
Quarta, 16 de Outubro de 2019
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)