Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/10/2006 08:15

Projeto capacita travestis e transexuais

Monique Maia/ABr

Brasília - Capacitar representantes dos movimentos transgêneros (travestis e transexuais) para ajudarem na prevenção da Aids e na garantia dos direitos humanos são os objetivos do projeto Tulipa (Travestis Unidas Lutando Incansavelmente pela Prevenção da Aids).


A partir desta noite, o programa reúne em Manaus (AM) 31 travestis e transexuais representantes dos sete estados da região Norte, além de lideranças nacionais ligada ao movimento.

A Associação das Travestis do Amazonas será a responsável pela capacitação do grupo. A presidente da associação, Weydman Lopes, explica que o treinamento será feito por meio de oficinas com temas como identidade de gênero, métodos para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, mobilização comunitária e trabalhos em redes.

“O projeto é importante para a valorização das travestis dentro da sociedade, não só no estado do Amazonas como no Brasil todo. Na região norte, existe um alto índice de discriminação, principalmente, no interior”, disse.

O projeto Tulipa foi criado em 2002 pela Articulação Nacional de Transgêneros (Antra). O nome é uma homenagem à travesti Adriana Tulipa, que morreu em 1997 e foi pioneira na luta contra a Aids no Brasil.


De acordo com a coordenadora nacional do projeto, Keila Simpson, a meta é estruturar grupos de trabalho em todo o país e, a partir daí, construir redes para uma maior troca de experiências entre a comunidade de travestis e transexuais. A primeira fase ocorreu nos anos de 2003 e 2004. Neste ano, foi iniciada a segunda fase e o projeto será encerrado na região Centro-Oeste.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)