Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

Últimas Notícias

16/02/2007 12:56

Programas sociais só com ajuda da União, diz Puccinelli

Graciliano Rocha / Campo Grande News

O governador André Puccinelli (PMDB) condicionou a retomada dos programas sociais em Mato Grosso do Sul à ajuda do governo federal e das prefeituras. Ao deixar solenidade na prefeitura de Campo Grande na manhã de hoje, ele afirmou que, se sua proposta de criar um programa único com União e municípios não prosperar, o Estado só vai voltar a oferecer assistência às famílias pobres a partir de outubro.

“Já mandei uma proposta à União, a retomada dos programas depende da União”, disse. “Se o governo federal não aceitar, vamos ter o nosso programa social a partir de outubro”.

Pela proposta de Puccinelli, todos os programas sociais mantidos pelo governo anterior – como o Bolsa-Escola (R$ 136 mensais por família) e o Segurança Alimentar (distribuição de alimentos) – seriam substituídos por um programa único de distribuição de R$ 100 por mês por família. O objetivo, segundo ele, seria alcançar 130 mil benefícios por mês, ao invés das 108 mil famílias atendidas atualmente.

Pelas contas do governador, a proposta só sai do papel se o governo federal bancar mais da metade do valor global. Dos R$ 13 milhões mensais necessários para bancar o novo programa, Puccinelli quer que a União entre com R$ 7 milhões, o governo do Estado entraria com R$ 4,5 milhões e as prefeituras com R$ 1,5 milhão. Até o ano passado, o governo estadual investia em torno de R$ 8 milhões por mês com programas de assistência a famílias em risco social.

Puccinelli voltou a dizer que o Estado não vai se responsabilizar por assistência a indígenas e a trabalhadores rurais sem-terra. Segundo ele, estes segmentos deverão ser atendidos exclusivamente pelo governo federal.

“Cestas básicas para os índios estão sendo fornecidas pela Funasa (Fundação Nacional de Saúde) e para os acampados vão sair pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária”, disse.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)