Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

08/06/2004 14:54

Professores serão capacitados para lecionar no campo

Jacqueline Lopes / Campo Grande News

Com o projeto de levar alfabetização para 5 mil pessoas na zona rural de Mato Grosso do Sul, o MOVA 2004 vai trabalhar com o professor que tenha o ensino médio completo. A coordenadora de educação do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), Elizandra Gonçalves do Nascimento, lembra que a escolarização adequada é uma deficiência nos assentamentos e acampamentos. “Quem tem o ensino médio ou o magistério está nas salas de aula da cidade. Mas a iniciativa da secretaria de capacitar esses professores é importante porque assim é possível superar essa dificuldade”, afirma.
O MST formará, a princípio, 50 turmas de alfabetização através de um convênio com o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária. No entanto, a expectativa é de que, com uma parceria com a Secretaria Estadual de Educação, seja possível abrir novas turmas.
A Secretaria do Estado de Educação pretende capacitar, este ano, pelo menos 300 alfabetizadores, embora o número de professores esteja relacionado ao número de turmas formadas nos 109 assentamentos, em 46 municípios, e 124 acampamentos, em 49 municípios de Mato Grosso do Sul. Elizandra Nascimento acrescenta que no início do ano cerca de 35 pessoas do MST receberam a formação oferecida pela Secretaria, através do Comitê Estadual de Educação do Campo. “A capacitação continuada é importante para a permanência no campo e a conquista de novas escolas”, destaca.
Segundo a assessoria do governo estadual, o coordenador de educação da Comissão Pastoral da Terra regional, Valdevino Santiago diz que outro obstáculo que precisa ser superado é a motivação do alfabetizando, porque, devido às distâncias, á muita dificuldade em reunir a turma. “Nós faremos um trabalho para organizar essas pessoas, mobilizá-las para a educação popular”, acrescenta. A Comissão Pastoral da Terra foi a primeira entidade a trabalhar a alfabetização nos assentamentos e acampamentos do estado, há 20 anos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Fevereiro de 2017
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
13:30
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)