Cassilândia, Sábado, 26 de Maio de 2018

Últimas Notícias

29/05/2015 07:33

Professores federais cruzam os braços em paralisação nesta sexta

Midiamax

Professores e administrativos das Universidades Federais de Mato Grosso do Sul, cruzam os braços nesta sexta-feira (29). A paralisação foi decidida durante assembleia da ADUFMS (Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), na última terça-feira (26).

Na ocasião o diretor financeiro da ADUFMS, Marco Aurélio, 1.320 professores e três mil administrativos reivindicam reajuste e reestruturação da carreira com progressão funciona entre um nível profissional e outro.

Em abril deste ano, os professores decidiram por defender as reivindicações do Andes-SN (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior) entregue ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e MEC (Ministério da Educação).

A proposta prevê mudança na data base do salário mínimo calculado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), que em fevereiro deste ano foi R$ 3,1 mil para 20 horas aulas, para professor em início de carreira. O objetivo é que os docentes passem a receber a partir de 2016, R$ 6,2 mil para 40 horas aula.

Ainda conforme a proposta, os mestre iniciariam a carreira com salário de R4 9,6 mil e doutores R$ 16,2 mil. Além da greve de hoje, que ocorre em todo o país, outra paralisação está prevista para o dia 15 de junho.

Em Mato Grosso do Sul conta com universidades federais em Aquidauana, Campo Grande, Chapadão do Sul, Corumbá, Coxim, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas e deve atingir 16 mil alunos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Sexta, 25 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)