Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/06/2005 14:02

Produtores têm até o dia 29 de julho para pagar o ADA

Famasul Notícias

No mês de março o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) suspendeu a cobrança dos boletos emitidos relativos à Taxa de Vistoria com base em Ato Declaratório Ambiental (ADA), e agora foi selecionado um novo prazo para a taxa de pagamento, que está sendo enviada em substituição aos que foram remetidos erroneamente para os produtores. Nos boletos os valores estavam maiores que o devido e sem opção de parcelamento da taxa, direito que é garantido pela legislação. Além disso, não havia identificação do imóvel rural ao qual estava sendo dirigida a cobrança.

De acordo com o consultor da Funar (Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural), Josiel Quintino dos Santos, a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) havia recebido várias reclamações dos produtores que se sentiam prejudicados com os boletos, que cobravam taxas com valores exorbitantes. Percebendo as irregularidades, a Famasul entrou em contato com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) que por sua vez repassou ao Ibama as informações. “Os produtores devem ficar atentos para evitar qualquer irregularidade” e aconselha “se perceber problemas, deve procurar o Sindicato Rural” finaliza o consultor da Funar.

Entretanto, para o vencimento da Taxa de Vistoria do ADA, foram definidas as seguintes datas: 29 de julho de 2005, para o exercício de 2001; e 31 de agosto de 2005, para o exercício de 2002. Conforme o Ibama, os boletos que foram emitidos com vencimentos para 04/02 e 04/03, foram suspensos devido a equívocos na apuração dos valores e falta de identificação mais clara das propriedades.

Para os produtores que não pagaram os primeiros boletos enviados, os mesmos foram cancelados, e agora novos serão entregue. Os que realizaram o pagamento com valor maior do que deveria ser cobrado serão ressarcidos pelo Ibama, com compensação da quantia nas próximas taxas a vencer.

A emissão dos novos boletos se fará após correções pertinentes, identificando-se cada imóvel rural, bem como a qual exercício se refere. Informou o Ibama que a cobrança, da referida taxa, incide basicamente em propriedades com áreas acima de 500 hectares.

Mirela Ramos – estagiária

Decom – Casa Rural (Famasul, Senar/MS e Funar)

Fone: (67) 326-6211

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)