Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

01/11/2007 19:35

Produtores rurais questionam portaria de vacinação

Sato Comunicação

Na próxima semana, a Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL) irá encaminhar ao Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) questionamentos feitos por sindicatos rurais quanto à portaria 1.369, de 29 de outubro, que estabelece procedimentos para a vacinação contra febre aftosa. Dentre as principais dúvidas dos produtores está sobre os custos com as vacinas para os animais acima de 12 meses, que ficaram de fora do calendário oficial.

“Os produtores já contabilizam prejuízos com a criação da zona de alta vigilância. Arcar com a essa despesa (vacinação dos animais de até 24 meses) é inviável”, alega o presidente da FAMASUL, Ademar Silva Junior.

A discussão foi realizada hoje (1º/11), na sede da FAMASUL e reuniu produtores e representantes de sindicatos rurais do Estado da Iagro, Sepro tur, Conselho Regional de Medicina Veterinária e Superintendência Federal de Agricultura. A reunião foi promovida pela Comissão de Assuntos de Fronteira e a Comissão Técnica de Assuntos do Pantanal da FAMASUL.

Outro questionamento feito pelos produtores é quanto aos critérios de movimentação do rebanho a partir do início da vacinação. Os produtores pedem ainda que as vacinações nos municípios sejam 100% assistidas. O documento com dúvidas e solicitações segue na próxima segunda feira, dia 5 de novembro, para o MAPA.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)