Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/05/2005 12:52

Produtores acionam Estado por descumprir a Lei Kandir

Fernanda Mathias / Campo Grande News

A Famasul (Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul) ingressou com pedido de mandado de segurança, indeferido pela Justiça, para que o governo do Estado cumpra a Lei Kandir integralmente. A diretora da entidade, Tereza Cristina Corrêa da Costa, ressalta que hoje o governo condiciona a exportação à comercialização de 50% dos grãos no mercado interno, uma forma de amenizar as perdas com a isenção de ICMS (Imposto sobre Circulação de Serviços e Mercadorias) nas vendas ao mercado externo. A isenção é prevista pela Lei Kandir e os governos reclamam que não recebem nem 50% de desoneração pelo governo federal, que criou o incentivo.
Tereza Cristina afirma que o mecanismo de condicionamento das exportações às vendas no mercado externo tem penalizado fortemente o produtor, especialmente neste período em que teve grandes perdas na lavoura por conta da estiagem e enfrenta baixos preços de commodities. “Está certo que o governo tem suas razões por não ser compensado, mas isso é problema do Estado . Uma medida como essa faz com que Mato Grosso do Sul deixe de ter competitividade na atração de trades que trabalham com a exportação”, afirma a diretora da Famasul.
Até amanhã a direção da entidade deve se reunir para definir se haverá nova tentativa judicial, que pode ser uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) pela legislação estadual estar se sobrepondo à federal.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)