Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/11/2008 12:58

Produtor quer ajuda para equilibrar excedente de milho

Fernanda Mathias - Campo Grande News

No dia 20 de outubro a Famasul com a Aprosoja e a Organização das Cooperativas Brasileiras de MS solicitou ao secretário de Política Agícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Edílson Guimarães, apoio do governo federal para escoar produtos.

Segundo a entidade, há um excedente de milho no estado. Nas contas da FAMASUL, somadas as safras de verão (2007/2008) e a safrinha deste ano foram produzidas 3.524.300 toneladas de milho. Conforme os cálculos da entidade são estimados um excedente de 1.224.300 toneladas de milho.

A preocupação dos produtores está no alto custo de produção da próxima safra estimado em R$ 18 por saca de 60 kg. “Somado a isso temos uma forte retração dos preços do commodities e a escassez de recursos da safra”, explica o vice-presidente. A dificuldade será garantir que os preços do milho sejam compatíveis com o valor de produção.

O governo federal autorizou recentemente a destinação de R$ 6 milhões para compra de milho e trigo que vão reforçar os estoques públicos. O vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Eduardo Riedel, diz que “ainda não é o suficiente, seria preciso um volume maior de recurso para garantir valores melhores para os produtos”.

Conforme a Conab no Estado, as sacas serão adquiridas pelo valor de R$ 14 e a compra segue até o dia 31 deste mês, com um limite de 10 mil sacas por produtor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)