Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/01/2004 07:58

Produtor não deve trocar o leite pela carne em MS

Adriana Molina

A crise da Parmalat fez surgir no Brasil nos últimos dias mais uma preocupação: A hipótese do produtor trocar o leite pela carne, provocando um desabastecimento do produto no período de entressafa. Em Mato Grosso do Sul, a crise ainda não teve reflexos significativos, mas a Comissão da Pecuária de Leite da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) está preocupada com a questão.

Segundo o presidente da Comissão a Pecuária de Leite da Famasul, Dário Alves de Souza, a crise poderá refletir daqui a dois ou três anos se o produtor começar a cruzar gado leiteiro com Nelore ou abatendo as vacas leiteiras, fazendo assim com que a produção de leite fique escassa.

Para Ademar da Silva Júnior, diretor secretário da Famasul, dos 28 mil produtores do Estado, classificados em pequenos e médios produtores, uma pequena parcela que chega a ser insignificante são fornecedores da Parmalat. "Trata-se de uma categoria muito sacrificada", afirma Ademar explicando que esses produtores não teriam condições de investir em pecuária de corte.

Caso isso ocorra, o setor terá que passar por uma reorganização, um entendimento entre todos os segmentos da cadeia, desde a produção, carregamento até a distribuição. Outra saída seria a formação de cooperativas e a produção de queijos e outros derivados, que poderia redirecionar o produtor e sua produção.

Hoje, Mato Grosso do Sul exporta cerca de 60% de sua produção principalmente para o Paraná e São Paulo, é 9º produtor de leite do país e que segundo Dário, está vendendo leite abaixo do preço de custo, à cerca de R$0,22 sendo que o custo varia entre R$0,28 e R$0,30. Ele também afirma que o norte do Estado é o mais prejudicado, por se tratarem de regiões mais distantes das divisas com o Paraná e São Paulo.




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)