Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/08/2005 13:41

Produtor economiza R$ 17 milhões sem etapa de vacinação

Fernanda Mathias / Campo Grande News
David MajellaDavid Majella

A supressão da etapa de vacinação de bezerros contra febre aftosa, estudada pela Iagro (Agência Estadual de Defesa Animal e Vegetal) para ocorrer em Mato Grosso do Sul, pode proporcionar ao produtor rural economia de cerca de R$ 17,5 milhões, considerando rebanho de 7 milhões de bezerros e custo de R$ 2,5 por animal, somando vacina, taxa e mão-de-obra, segundo o presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Laucídio Coelho Neto.
Mais que dar fôlego ao setor, que acumula perda de 13% na arroba no primeiro semestre deste ano, a medida também serve para mostrar que Mato Grosso do Sul está avançando em busca do status de área livre de aftosa sem vacinação. “Esta é uma proposta da Acrissul que tem mais de dois anos e por enquanto é o passo que podemos dar. Precisamos que o Paraguai mantenha o status de área livre de febre aftosa e que a Bolívia avance na defesa, porque ainda está muito atrasada e tem casos de aftosa no norte. Para nossa sorte a área de fronteira com o Mato Grosso do Sul é considerada livre da doença”, afirma Laucídio.
Ele recorda que esta etapa de vacinação foi criada em um momento de emergência, quando foi constatado o foco de febre aftosa em Porto Murtinho. Estados como São Paulo, Paraná e o Mato Grosso não têm esta etapa, importante àquela época para garantir a segurança do rebanho de Mato Grosso do Sul, mas que agora não se justificaria mais. A proposta é adiantar a vacinação geral do rebanho – de mamando a caducando – para maio e passar a etapa de maio, envolvendo animais de 12 a 24 meses, para novembro.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)