Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

16/02/2015 15:15

Produção de pastagens vai aumentar no Brasil

Famasul

O futuro das pastagens da pecuária de corte do Brasil é de aumento de produção, investimento em pastos nativos e irrigação, além de pesquisas com variedades de sementes ainda mais resistentes ao clima tropical. Este foi o cenário apresentado pela cientista e doutora Patrícia Menezes Santos, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Sudeste, de São Carlos, durante a palestra que abriu o Workshop Regional em Produção Animal e Mudanças Climáticas, promovido pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas - SP), Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos - SP) e Embrapa Gado de Corte (Campo Grande - MS), nesta quinta-feira de manhã, no auditório da Unicamp, em Campinas (SP). Patrícia descreveu todos os sistemas de forragem nativos e cultivados hoje nas regiões brasileiras e previu como deve ficar o mapa da pastagem brasileira nos próximos anos. "A produção de forrageiras vai crescer no país inteiro, notadamente no Centro-Oeste e Norte, regiões onde a pecuária de corte avança mais fortemente. No Sul, o azevem deve perder espaço para outros cultivares tropicais, mas a produção também se eleva. Só precisamos planejar bem este desenvolvimento. Mas é um trabalho que está sendo bem feito e demonstra a total sintonia com a evolução dos diversos sistemas de produção da carne bovina brasileira", completou.

O evento prossegue até amanhã, sexta-feira, na sede da Embrapa Informática Agropecuária, reunindo quase cinquenta mestres, doutores e pesquisadores de diversos estados brasileiros, Argentina, Uruguai, Peru, Venezuela, Chile, Colômbia, Equador e Índia. Eles discutem as principais informações envolvendo o projeto de pesquisa AnimalChange, que agrupa estudos e cientistas da Europa, África, Ásia e Brasil, no exame da produção animal sustentável e emissão de gases de efeito estufa em várias regiões do planeta. O projeto é liderado no Brasil pela Embrapa de Campinas e integrado pelos outros institutos espalhados no país: Agrobiologia (Seropédica - RJ), Amazônia Ocidental (Manaus - AM), Amazônia Oriental (Belém - PA), Cerrados (Planaltina - DF), Gado de Corte (Campo Grande - MS), Pantanal (Corumbá - MS) e Pecuária Sudeste (São Carlos - SP).

O Workshop Internacional foi aberto pelo Chefe Geral da Embrapa Informática Agropecuária, Kleber Xavier Sampaio de Souza, que saudou a todos e enfatizou o principal objetivo do AnimalChange. "Este intercâmbio que vamos promover nos dois dias tem o propósito de preparar a população e os agentes econômicos para o futuro. Fazer agropecuária moderna e preservar o Meio Ambiente ao máximo. Avaliaremos diversos trabalhos da América do Sul para chegarmos a diversas conclusões e adequarmos dados e situações neste sentido", afirmou Kleber Xavier. "Vamos preparar um documento ao final do workshop justamente para sintetizar as principais conclusões das palestras e dos debates nestes dois dias", reforçou Dr. Luís Gustavo Barioni, da Embrapa Informática Agropecuária.

A segunda palestra coube ao Dr. Gustavo Mozzer, da Embrapa Secretaria de Relações Internacionais. Ele destacou como caminham as negociações internacionais e suas implicações em políticas públicas diante das mudanças climáticas globais. "São inúmeras entidades fazendo pesquisas, divulgando informações, procurando influenciar em decisões. Em muitos casos, as instituições prejudicam a discussão, exageram, distorcem a realidade para conseguir o que desejam. Precisamos influir nos processos, participar dos fóruns e atuar politicamente para que as boas idéias e os projetos sérios imperem na questão do Clima e do Meio Ambiente", reforçou.

A manhã de atividades ainda discutiu os sistemas de produção de leite, o potencial de sequestro de carbono na América Latina e o manejo das pastagens para diminuir as emissões de gases de efeito estufa. À tarde, os participantes vão debater temas como recuperação de pastagens, os projetos Animal Change e Pecus e as mudanças climáticas na Argentina, no Chile e Uruguai. O Workshop prossegue amanhã, com novas seis palestras (Plano ABC, Inventário das emissões de gases de efeito estufa na América Latina e as fazendas de referência do Projeto AnimalChange no continente. O evento tem o apoio do Programa Quadro da Comunidade Europeia (FP7), órgão que financia o projeto AnimalChange.

Beef World

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Sexta, 25 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)