Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/01/2010 08:38

Procuradoria do STJD pede aumento da punição de Jobson

GE.net

Após suspender o atacante Jobson por dois anos, a procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) recorreu da decisão, pedindo que a punição seja dobrada. O argumento usado pelos procuradores é o fato de o jogador ter confessado o uso de crack durante seu julgamento. Os advogados de Jobson tem até a próxima segunda-feira para apresentar a defesa e tentar a diminuição da pena.

Segundo a procuradoria, o afastamento por dois anos não é condizente com os agravantes do caso e não considera que, apesar de ter pedido tratamento ao invés da suspensão, Jobson não recebeu qualquer orientação dos seus últimos clubes, Brasiliense e Botafogo, para se curar do problema com os entorpecentes.

No novo julgamento, o atacante seria incluído no artigo 10.4.7 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, recebendo pena de quatro anos por inelegibilidade. O caso de Jobson começou no dia 8 de novembro, quando foi flagrado no exame antidoping com um metabólico da cocaína, proibido tanto pela CBF quando pela Agência Mundial Antidopagem (Wada).

A situação piorou na última rodada do Campeonato Brasileiro, quando o jogador ajudou o Botafogo a bater o Palmeiras por 2 a 1, marcando um dos gols alvinegros, e novamente foi pego, com a mesma substância.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)