Cassilândia, Sábado, 23 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

05/03/2008 16:06

Procurador-geral da República contesta pesquisas

Irene Lôbo e Marco Antônio Soalheiro /ABr

Brasília - O procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, terminou há pouco a sustentação oral que fez a favor da ação direta de inconstitucionalidade (Adin) que contesta os dispositivos da Lei de Biossegurança que permitem o uso de células-tronco embrionárias em pesquisa.

Segundo ele, o argumento de que a proibição do uso de células-tronco embrionárias impediria o desenvolvimento da ciência não procede, uma vez que pesquisas recentes mostram que células-tronco embrionárias também são encontradas em outras partes do corpo, como o líquido amniótico e a placenta.

"Os argumentos que impediriam o desenvolvimento de pesquisas científicas não têm a importância que lhe são conferidos. As células-tronco, quanto à sua natureza, podem ser embrionárias ou adultas. O pedido de inconstitucionalidade obsta [impede] a retirada diretamente de embriões humanos, mas não do líquido amniótico, placenta ou adultas", disse o procurador.

Segundo Souza, o julgamento em questão não se baseia em pressupostos religiosos, mas jurídicos. "O que se pretende é que a interpretação do Artigo 5º da Constituição não seja tributária da concepção restritiva do direito privado".

Em defesa da Adin, Souza, afirmou que “a pesquisa cientifica deve se submeter a limites jurídicos e éticos”. “O embrião é um ser humano na fase inicial de sua vida e como tal recebe a tutela constitucional das normas de dignidade humana e inviolabilidade do direito à vida”, ressaltou Souza.

Antonio Fernando Souza também disse que a constatação de que o Estado é laico não desqualifica o debate sobre a inconstitucionalidade da lei, e que países desenvolvidos, como a Alemanha, proíbem o uso de células-tronco embrionárias.

"A questão em julgamento é atual e universal. O debate jurídico sobre o início da vida já se encontra equacionado no que diz respeito à tutela dos direitos privados. Entretanto, a evolução da ciência está a desafiar a inteligência de vossas excelências", afirmou.

Para Souza, "a vida humana tem início a partir da fecundação, onde já se encontra o código genético, material suficiente para que o embrião saiba como fazer para desenvolver-se. É biologicamente um indivíduo único e irrepetível".

O procurador também contestou a afirmação que a defesa do uso de células-tronco embrionárias poderia fazer um paralelo com a lei dos transplantes, uma vez que órgãos podem ser retirados independentemente de o coração continuar batendo.

"A argumentação da Lei 9434/97, que autoriza a retirada de tecidos e órgãos, não respalda a conclusão. Vale lembrar que o próprio Ministério da Saúde somente admite a retirada de órgãos ou tecidos de neonato [como cordão umbilical] e anencéfalos [bebês que nascem sem cérebro] depois do prévio diagnóstico de parada cardíaca irreversível", destacou.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 23 de Setembro de 2017
Sexta, 22 de Setembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)