Cassilândia, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

21/03/2004 18:04

Procurador diz que consumidor pode acionar governo

Caio d´Arcanchy / Campo Grande News

O artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor estabelece que todo serviço público tem que ser prestado de forma eficiente e segura. Dessa maneira, de acordo com o procurador Antônio Ezequiel de Araújo, da Procuradoria dos Direitos do Cidadão, do Ministério Público do Distrito Federal, o cidadão pode entrar na justiça para exigir indenização no caso de ter o carro danificado por um buraco nas ruas e malhas viárias.

Em entrevista ao programa A Vez do Consumidor, da Rádio Nacional de Brasília, o procurador disse que há omissão do poder público quando não faz a manutenção correta e não substitui o asfalto que já teve a durabilidade esgotada – cerca de 10 anos. “Não adianta operação tapa-buracos; isso é jogar dinheiro no lixo. Hoje você tampa, amanhã o buraco reaparece ainda maior”, afirmou.

O consumidor que se sentir prejudicado, deve pedir três orçamentos em oficinas distintas. A oficina escolhida para realizar o conserto deverá emitir uma nota fiscal. Com posse dos orçamentos e da nota fiscal do serviço, o consumidor terá de registrar um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia. De posse de todos os documentos, o consumidor terá de constituir um advogado e acionar a Vara de Fazenda Pública com ação de perdas e danos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 22 de Outubro de 2017
Sábado, 21 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 20 de Outubro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)