Cassilândia, Sábado, 27 de Fevereiro de 2021

Últimas Notícias

23/12/2020 17:00

Procon Goiás constata variação de até 398% nos produtos da ceia

Aumento médio registrado nas frutas foi de 23,68% e 16,31% nas carnes/aves. Individualmente, pernil suíno sem osso registrou aumento médio de 59%

Governo de Goiás
O consumidor goianiense terá que pagar 14,32% a mais nas compras dos itens para o preparo da ceia de Natal, mas dependendo do tipo de produtos, o peso será ainda maior. (Governo de MT)O consumidor goianiense terá que pagar 14,32% a mais nas compras dos itens para o preparo da ceia de Natal, mas dependendo do tipo de produtos, o peso será ainda maior. (Governo de MT)

Com a proximidade do Natal, que será comemorado na próxima sexta-feira (25), supermercados e atacadistas de Goiânia já começam a receber a movimentação de consumidores em busca dos principais itens para o preparo da tradicional ceia natalina.

Considerando que os itens estão pesando mais no bolso dos consumidores, a pesquisa de preços se torna ainda mais necessária. Pensando nisso, pesquisadores do Procon Goiás visitaram, entre os dias 7 e 18 de dezembro, 14 (quatorze) estabelecimentos da capital, coletando os preços de 109 (cento e nove) itens tradicionais como castanhas, frutas, panetones, peru, chester, tender, lombo, pernil, bacalhau, azeites e bebidas em geral.

Aumento médio geral registrado foi de 14,32%

Considerando os preços médios de todos os itens que figuraram no levantamento do ano passado e permaneceram no levantamento atual, pode-se afirmar que, neste ano, em média, o consumidor goianiense terá que pagar 14,32% a mais nas compras dos itens para o preparo da ceia de Natal, mas dependendo do tipo de produtos, o peso será ainda maior.

Por categoria, as frutas frescas e carnes/aves, registraram um aumento médio de 23,68% e 16,31%, respectivamente. Já em relação aos panetones, o aumento médio foi de 2,82%.

Variação de preços chega a 398%

No caso das frutas, é natural uma variação muito grande nos preços, pois existem dias de promoção de hortifrúti que faz com que a variação seja expressiva, considerando preços em dias promocionais ou normais.

Esta maior variação foi identificada no quilo da maçã gala, cujo menor preço encontrado foi de R$ 2,99 e o maior R$ 14,90 – variação de 398,33%.

Em relação às frutas, o Procon Goiás recomenda que os consumidores deem preferência aos dias de promoção de hortifrúti, já que muitas dessas variações foram constatadas justamente em dias de promoção. Por isso, o consumidor deve ficar atento principalmente aos produtos anunciados, pois conforme já verificado pelo Procon Goiás em pesquisas anteriores, aqueles produtos fora da oferta podem estar mais caros que em dias normais.

Cesta com apenas 4 (quatro) itens têm variação de 54,36% ou economia de R$ 30,59

Apenas a título de ilustração, mostrando a importância do hábito de pesquisar, o órgão preparou uma lista com apenas quatro itens. Considerando os menores preços, o custo final chega a R$ 56,27. Caso a pesquisa não seja feita e sejam comprados os itens de maior preço, o valor da compra chega a R$ 86,86. O aumento é de 54,36% (diferença de R$ 30,59).

Atenção ao controle do orçamento doméstico

O Procon Goiás recomenda que o consumidor estabeleça previamente, de acordo com seu orçamento, um valor máximo que poderá ser gasto na compra desses itens. Depois, elabore uma lista dos produtos a serem comprados, colocando em primeiro lugar aqueles que poderiam ficar de fora sem comprometer a qualidade da ceia. Com uma calculadora (celular) em mãos, à medida que for comprando os itens essenciais, avalie quanto ainda resta, do valor previamente estipulado, para a compra dos itens considerados supérfluos.

Nunca faça as compras com pressa, pois poderá levar produtos inúteis, novidades desnecessárias e esquecer o indispensável. Um roteiro de compras dentro do supermercado também ajuda a organizar o carrinho e economizar. Compare os preços dos produtos entre as várias marcas, observando peso ou quantidade, data de fabricação e prazo de validade. Em alguns casos, as diferenças de preços chamam a atenção.

Qualidade dos produtos

Rejeite produtos congelados cujas embalagens de papelão estejam com bolhas, manchas ou danificadas. Isso denuncia mercadoria estragada, devido ao manuseio e à flutuação de temperatura. Não aceite também embalagens com bloquinhos de gelo na superfície e verifique se há sinais de umidade próximos ao freezer, pois isso pode ser um indicativo de que o mesmo foi desligado ou teve a temperatura reduzida durante a madrugada, o que pode acabar comprometendo a qualidade do produto.

Para acessar a planilha de preços, clique aqui

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 27 de Fevereiro de 2021
Sexta, 26 de Fevereiro de 2021
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)