Cassilândia, Domingo, 30 de Abril de 2017

Últimas Notícias

07/10/2004 12:36

Procon de GO vai a Justiça contra a greve dos bancários

Goiás Agora

O Procon de Goiás entrou hoje de manhã com ação judicial contra a greve dos bancários, que já dura 23 dias. A ação, com pedido de liminar, foi protocolada na Justiça Federal e pede que os bancos suspendam a cobrança de juros, multas e demais encargos financeiros dos clientes desde o início da greve. Pede também que os vencimentos de contas sejam prorrogados até que seja normalizado o atendimento no setor, sob pena de multa diária de R$ 100 mil para cada banco.

Segundo o superintendente do órgão, Antônio Carlos de Lima, a paralisação "atenta contra os direitos fundamentais do cidadão, principalmente dos menos favorecidos, que ficam sem opções, pela internet ou débito automático, para pagar seus compromissos", disse. Ele ressalta que a população não vem fazendo esses pagamentos em razão da greve dos bancários e que o problema foge à vontade do usuário, que fica penalizado com a cobrança de juros e multas.

O superintendente acrescenta que, diante do "caos social provocado pelo fechamento das agências bancárias, o consumidor fica na impossibilidade de quitar seus débitos nas lotéricas". Conforme destacou, também os caixas eletrônicos não têm cédulas suficientes para suprir a grande demanda resultante da paralisação dos serviços oferecidos pelo setor. Antônio Carlos de Lima disse esperar que a Justiça Federal conceda a liminar requerida pelo Procon no prazo de 24 horas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 29 de Abril de 2017
Sexta, 28 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)