Cassilândia, Sábado, 21 de Janeiro de 2017

Últimas Notícias

01/10/2010 10:07

Processos digitais aumentam mais de 50% em dois anos

TJMS

Conforme dados extraídos do SAJ PG5, na última sexta-feira (24) havia 167.238 processos virtualizados tramitando na rede do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul. O número representa um aumento de mais de 50% em dois anos, pois, em setembro de 2008, MS contava com 106 mil processos virtuais.

O chefe do Cartório das Varas Virtuais de Campo Grande, Edmir Soken, informa que a maior parte das ações trata de direito bancário, totalizando 7.498 feitos digitais. Os novos cumprimentos de sentença já são distribuídos digitalmente, mesmo que o processo originário seja físico. “No cartório, o volume de processos gira em torno de 20 mil, sendo a maioria composta por documentos físicos, que vieram de outras varas por meio da edição do Provimento 201, de 5 de maio de 2010, do Conselho Superior da Magistratura”.

Dados da Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica apontam que, apenas em Campo Grande, circulam 157.060 ações nas vinte e uma varas, sendo 1.567 nas varas de família; 7.498 nas varas cíveis de competência especial; 115 na Auditoria Militar; 122.549 na vara de execução da Fazenda Pública Municipal; 6.599 nas varas de execuções penais e 18.732 nos nove Juizados Especiais.

Comarcas do Interior - Nas varas da justiça comum e dos juizados especiais das comarcas do interior, existem 10.178 processos tramitando de forma digital: 360 de Bataiporã; 1.162 de Cassilândia; 1.147 de Corumbá; 1.087 de Dois Irmãos do Buriti; 2.779 de Dourados e 3.643 de Três Lagoas.

O juiz José Rubens Senefonte, titular da Vara do Juizado Especial Cível e Criminal de Três Lagoas, trabalha com feitos digitais desde fevereiro de 2009, e entende que o processo eletrônico é de fundamental importância para garantir a celeridade nos juizados, pois elimina a morosidade típica da tramitação dos processos físicos, além de garantir transparência na prestação jurisdicional devido à publicidade dos atos processuais na rede mundial de computadores, podendo qualquer cidadão visualizar o processo de qualquer lugar do mundo. “A redução do tempo de tramitação do processo físico em relação ao virtual é significativo, embora dificilmente mensurável”.

O magistrado informou que todos os processos materiais foram digitalizados no mês de maio de 2010, de forma que hoje todos os processos em tramitação são eletrônicos. O fator que mais concorreu para a decisão de digitalizar todos os processos materiais foi a incompatibilidade de tramitação, num mesmo cartório, de processos físicos e virtuais, devido à dificuldade de num momento se atuar no físico e em outro se atuar no virtual, situação que desorganiza o cartório. Outro fator apontado pelo juiz foi exatamente a morosidade da tramitação do processo material em relação à rapidez de tramitação do processo digital. “Num mesmo cartório é incompatível a tramitação simultânea de processos físicos e virtuais, sob pena de prejuízo sensível ao jurisdicionado, com o retardamento de ambos os processos em razão de incompatibilidade de rotinas cartorárias. De resto, o processo eletrônico é o futuro, com sua característica de publicidade, celeridade e transparência. É o processo do Terceiro Milênio”, concluiu.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 21 de Janeiro de 2017
Sexta, 20 de Janeiro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 19 de Janeiro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)