Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/04/2014 16:42

Problemas em avião da Avianca desespera passageiros pela 2ª vez

Campo Grande News

Clima de insegurança e desespero pairou no Aeroporto Internacional de Campo Grande, no início desta segunda-feira (14), por causa de um problema em uma aeronave da Avianca. Passageiros do voo 6382 ficaram nervosos, se desesperaram e começaram a chorar no saguão por não confiarem na companhia aérea. É a segunda vez neste ano que a empresa tem problema na Capital.

O avião, que deveria decolar da capital sul-mato-grossense às 6h45 com destino a Cuiabá (MT), só saiu do chão às 7h55. O motivo: problemas na aeronave. “Eles não falaram qual era o problema, apenas que deveríamos esperar o conserto”, disse a estudante Amanda Lopes, 21 anos, que acompanhava o pai que seguiria viagem.

De acordo com Amanda, os passageiros chegaram a fazer os procedimentos de embarque quando foram informados da situação. O problema deveria ser resolvido para que o voo seguisse adiante, já que não era possível trocar de aeronave. “Os passageiros pediram outro avião, mas falaram que não iam trocar”, disse.

Diante dos últimos acontecimentos e problemas que a Avianca vem enfrentando com aeronaves por todo o Brasil, parte dos passageiros do voo de hoje se desesperaram. “Eles não confiavam mais na empresa, que vem dando problemas frequentemente. Muitos se negaram a pegar o avião”, completou a estudante.

“Todo esse transtorno me fez sentir constrangida e com medo. Tudo pela falta de segurança”, explicou. Apesar do susto, o voo terminou em segurança na capital mato-grossense. Amanda contou que o pai dela conseguiu chegar à cidade, mas não a tempo de participar do compromisso de trabalho.

Problemas recorrentes – Casos de problemas envolvendo aeronaves da Avianca têm ganhado notoriedade pelo Brasil. No último dia 30, uma aeronave da companhia apresentou problemas depois que um pássaro atingiu o trem de pouso.

O avião, que saiu de Campo Grande com destino a Cuiabá, precisou retornar à Capital. Passageiros ficaram atormentados, mas elogiaram a ação heróica do piloto, que conseguiu parar o avião, esvaziar o combustível, fazer um rasante e arremeter a aeronave.

Dois dias antes, em 28 de março, outro avião da Avianca apresentou problema semelhante em Brasília (DF), quando o trem de pouso do nariz da aeronave travou. Já em janeiro, duas panes em aeronaves, em menos de oito dias, assustou passageiros de Campo Grande.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da companhia aérea para explicar o que houve com o voo 6382 da Avianca. No entanto, até o fechamento desta matéria, a solicitação não foi respondida.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)