Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/03/2008 17:41

Primeira conferência nacional para gays e lésbica (GLBT)

Irene Lôbo/ABr

Brasília - O governo brasileiro será o primeiro a convocar uma conferência nacional exclusivamente voltada para discutir os assuntos relacionados à comunidade gay, lésbica, bissexual e transgênera (GLBT), segundo o Programa Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde. O encontro será realizado entre os dias 6 e 8 de junho, no Centro de Eventos Brasil 21, em Brasília.

De acordo com o secretário-adjunto do programa, Eduardo Barbosa, o evento deve reunir cerca de mil participantes. “Nós acreditamos que essa conferência vai possibilitar que essa população tenha, por parte de todo o governo federal, respostas mais amplas, e respostas mais amplas respondem também às questões de saúde, de pobreza, de trabalho, da educação, elas favorecem enormemente a que as pessoas tenham mais prevenção e mais atenção em saúde”, afirma Barbosa.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis, vão ser eleitos nas conferências estaduais 600 delegados, sendo 40% ligados ao governo e 60% à sociedade civil. A previsão é de que 90 municípios brasileiros realizem conferências locais.

Reis avalia a situação da comunidade GLBT no Brasil como "muito triste". Ele cita uma pesquisa da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) apontando que 40% dos adolescentes não gostariam de ter um amigo gay em sala de aula e que 60% dos professores não sabem lidar com a situação na escola. Há ainda 2,8 mil casos de homossexuais que foram barbaramente assassinados nos últimos anos.

“Essas estatísticas mostram que nós precisamos trabalhar o preconceito. Foram feitas pesquisas em três grandes paradas, na de São Paulo, Rio de Janeiro e Recife, e levantamos que 70% da comunidade gay dessas paradas já sofreu algum tipo de discriminação, algum tipo de preconceito.”

O presidente da associação espera que conferência possa gerar políticas públicas para diminuir a discriminação e o preconceito, que em longo prazo produzam uma mudança cultural na sociedade.

“Não queremos aceitação, se nos aceitarem vai ser maravilhoso, mas o respeito à nossa condição é fundamental. Então, neste sentido, esperamos que a gente possa discutir - sociedade e governo - para chegarmos a um denominador comum e que a gente possa ser feliz, é o que nós desejamos.”

Mais informações sobre a 1ª Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (GLBT) podem ser encontradas nos sites www.abglt.org.br e www.sedh.gov.br.





Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)