Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Últimas Notícias

27/03/2012 20:36

Presos e ex-presidiários vão poder trabalhar nas obras de construção do futuro estádio do Corinthian

Bruno Bochini, Agência Brasil

São Paulo – A construção do Itaquerão, como está sendo chamado o futuro estádio do Corinthians, no bairro de Itaquera, vai ter a participação de presos e ex-presidiários nas obras. Um convênio assinado hoje (27) entre a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) de São Paulo e a Odebrechet, empresa responsável pela construção do estádio da abertura da Copa de 2014, permitirá que 50 presos do regime semiaberto trabalhem no local, além da criação de 300 vagas para ex-presidiários. O convênio tem prazo de 12 meses, prorrogável por até 60 meses.

“Que outras empresas sigam este caminho, de dar oportunidade, de dar uma segunda chance, e a maneira de a pessoa se recuperar é pelo trabalho. É se sentindo útil à sociedade”, disse o governador Geraldo Alckimin. Hoje, de acordo com a SAP, a população carcerária no estado de São Paulo é 180,3 mil pessoas. Desses, 46 mil presos trabalham e 16 mil estudam.

Com a assinatura do convênio, São Paulo passa a ser a sétima cidade-sede da Copa do Mundo a cumprir o Termo de Cooperação Técnica assinado com o Conselho Nacional de Justiça em janeiro de 2010.

O acordo, firmado com o Comitê Organizador Local, o Ministério dos Esportes e governos estaduais, prevê que, em obras com mais de 20 trabalhadores, 5% dos postos de trabalho sejam reservados a detentos, ex-detentos, cumpridores de penas alternativas e adolescentes em conflito com a lei. As outras cidades que já cumpriram o acordo são: Brasília, Cuiabá, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador e Natal.



Edição: Aécio Amado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Abril de 2017
Terça, 25 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)