Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/03/2012 20:36

Presos e ex-presidiários vão poder trabalhar nas obras de construção do futuro estádio do Corinthian

Bruno Bochini, Agência Brasil

São Paulo – A construção do Itaquerão, como está sendo chamado o futuro estádio do Corinthians, no bairro de Itaquera, vai ter a participação de presos e ex-presidiários nas obras. Um convênio assinado hoje (27) entre a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) de São Paulo e a Odebrechet, empresa responsável pela construção do estádio da abertura da Copa de 2014, permitirá que 50 presos do regime semiaberto trabalhem no local, além da criação de 300 vagas para ex-presidiários. O convênio tem prazo de 12 meses, prorrogável por até 60 meses.

“Que outras empresas sigam este caminho, de dar oportunidade, de dar uma segunda chance, e a maneira de a pessoa se recuperar é pelo trabalho. É se sentindo útil à sociedade”, disse o governador Geraldo Alckimin. Hoje, de acordo com a SAP, a população carcerária no estado de São Paulo é 180,3 mil pessoas. Desses, 46 mil presos trabalham e 16 mil estudam.

Com a assinatura do convênio, São Paulo passa a ser a sétima cidade-sede da Copa do Mundo a cumprir o Termo de Cooperação Técnica assinado com o Conselho Nacional de Justiça em janeiro de 2010.

O acordo, firmado com o Comitê Organizador Local, o Ministério dos Esportes e governos estaduais, prevê que, em obras com mais de 20 trabalhadores, 5% dos postos de trabalho sejam reservados a detentos, ex-detentos, cumpridores de penas alternativas e adolescentes em conflito com a lei. As outras cidades que já cumpriram o acordo são: Brasília, Cuiabá, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador e Natal.



Edição: Aécio Amado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)