Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/04/2010 07:32

Presos 2 brasileiros suspeitos de atentado no Paraguai

Terra

A polícia paraguaia prendeu na madrugada desta terça-feira dois brasileiros, suspeitos de balear o senador paraguaio Robert Acevedo e outras duas pessoas em um atentado em Pedro Juan Caballero, na noite dessa segunda. De acordo com a emissora de TV Telefuturo, policiais garantem quesã o integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC). Perto do local do crime, a polícia encontrou um carro incendiado, que teria sido usado pelos suspeitos.

Dois guarda-costas morreram e o senador paraguaio Robert Acevedo, aliado governista, ficou gravemente ferido em um atentado nesta segunda-feira, na cidade de Pedro Juan Caballero, zona declarada em estado de exceção desde sábado, informou a polícia do Paraguai. O ataque ocorreu em uma região onde operam grupos narcotraficantes.

O atentado aconteceu no centro da cidade Pedro Juan Caballero, a cerca de 550 km de Assunção, na fronteira com o Brasil. O senador dirigia uma caminhonete quando foi baleado por motociclistas, que dispararam mais de 40 tiros, informaram policiais às rádios de Assunção. No ataque morreram Richard Martínez e Feliciano Alonso, que eram guarda-costas do senador.

Derlis Arce, secretário do congressista, informou à rádio Ñandutí de Assunção que Acevedo recebeu dois tiros, um de raspão, e se encontra em estado estável na clínica San Lucas de Pedro Juan Caballero, 550 km a nordeste de Assunção, na zona de fronteira com o Brasil. O senador, segundo pessoas próximas, havia recebido ameaças de morte por denúncias contra narcotraficantes.

Pedro Juan Caballero é capital de Amambay, um dos departamentos onde vigora desde sábado o estado de exceção para se combater o Exército do Povo Paraguaio (EPP), grupo que tem reivindicado sequestros e assassinatos.

A polícia descarta qualquer relação entre o EPP e o atentado contra Acevedo. O senador é proprietário da Rádio Amambay e em várias oportunidades fez denúncias contra a corrupção e os grupos do narcotráfico.


Redação Terra

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)