Cassilândia, Terça-feira, 02 de Junho de 2020

Últimas Notícias

28/03/2019 14:30

Preso por pedofilia tinha 1 TB de vídeo pornô e é suspeito de estuprar sobrinha

Midiamax

A polícia encontrou cerca de 1 tera de material pornográfico, como técnico de informática de 32 anos, preso durante a deflagração da quarta fase da Operação Luz na Infância, nesta quinta-feira (28). O homem também é suspeito de ter estuprado a sobrinha.

O técnico foi levado para a delegacia, assim, como os outros dois homens detidos durante a operação. Na casa dele, os policiais encontraram fotos e vídeos pornográficos, que ele compartilhava e armazenava.

Segundo a delegada Marilia de Brito da Depca (Delegacia Especializada de Atendimento a Criança e ao Adolescente), o homem ainda é acusado de ter estuprado a sobrinha, quando ela era menor. A delegada disse que a jovem também quando criança teria sido estuprada pelo pai.

Inclusive, o tio a teria levado até a delegacia para registrar o boletim de ocorrência, mas segundo informações teria dito a sobrinha para não relatar o estupro que ele havia cometido contra ela. Já quando alcançou a maioridade, a vítima teria ido até a delegacia para denunciar o tio.

Na casa do técnico de informática foi apreendido um computador, que ainda vai passar por perícia. Outras duas pessoas foram presas em Dourados, um serralheiro e um auxiliar de serviços gerais.

A operação cumpriu seis mandados em Mato Grosso do Sul, três em Campo Grande, dois em Dourados e um em Três Lagoas.

Outras fases da operação
Em 2017 durante a primeira fase da operação deflagrada na Capital, um advogado de 64 anos e um vendedor de carros de 27 anos foram presos. Três mandados foram cumpridos na Capital, mas apenas duas prisões foram feitas. A Operação aconteceu em todo o Brasil com o objetivo apreender computadores e dispositivos que continham o armazenamento de imagens e vídeos contendo crianças.

Em maio de 2018, nove mandados foram cumpridos. A segunda fase da Operação Luz da Infância contou com a participação de 2,6 mil policiais civis. As cidades alvos foram a Capital, Naviraí, Glória de Dourados e Dourados.

Em novembro de 2018, mais seis mandados de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul, sendo três mandados em Campo Grande e outros nas cidades de Iguatemi e Jardim.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 02 de Junho de 2020
Segunda, 01 de Junho de 2020
14:49
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)