Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/09/2007 21:57

Presidente dos Correios revela o custo do atendimento

Irene Lôbo/ABr

Brasília - O presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), Carlos Henrique Almeida Custódio, disse hoje (21) que o acordo para a suspensão da greve dos funcionários, que já durava nove dias, vai custar R$ 400 milhões anuais para a estatal.

A proposta aceita pelos grevistas, disse, foi a melhor dentre as oferecidas ao setor público. O acordo prevê reajuste de 3,74%, mais R$ 500 de abono imediato e R$ 60 de abono linear a partir de janeiro de 2008.

“Nós vamos ficar atentos, agora, para a retomada das atividades normais, para que a qualidade dos Correios continue reconhecida pela sociedade – que os carteiros assumam o compromisso de colocar a carga em dia para que a população tenha o menor impacto possível”, afirmou.

A Federação Nacional dos Empregados em Empresas de Correios e Telégrafos (Fentect), comprometeu-se na audiência de conciliação, no Tribunal Superior do Trabalho (TST), a colocar em dia na próxima semana a entrega de correspondência e cargas. Em caso de descumprimento, os funcionários poderão ser convocados para trabalhar nos sábados e domingos.


A proposta inicial dos servidores era de 47,7% de reajuste, mais R$ 200 de aumento linear para todos os trabalhadores, além de um novo plano de cargos e salários. A categoria rejeitara a primeira a proposta da diretoria dos Correios após a greve – abono de R$ 400 e inclusão dos pais dos funcionários no plano de saúde.

Carlos Custódio afirmou ainda que os funcionários devem voltar ao trabalho imediatamente, no caso dos que trabalham em plantão noturno e nos finais de semana. E considerou que o principal prejuízo acarretado pela greve foi à imagem dos Correios: “Muitas pessoas deixaram de postar os seus serviços. Mas nós podemos recuperar tudo isso, porque ficou claro que os Correios, principalmente no segmento de Sedex, cobram um preço muito menor que o da concorrência”.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)