Cassilândia, Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

Últimas Notícias

16/01/2020 12:00

Presidente do STF dá mais 180 dias para implantação do juiz de garantias

Campo Grande News

 

Como já estava sendo cogitado, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, decidiu nesta quarta-feira (15) suspender a aplicação do dispositivo legal que cria o juiz de garantias na estrutura da justiça brasileira, sancionada em dezembro de 2019, junto com o pacote anticrime. A regra estava prevista para entrar em vigor no próximo dia 23, mas provocou grita geral entre a magistratura, sob alegação de curto e imposição de gastos aos tribunais.

No Estado, o TJMS (Tribunal de Justiça) criou comissão para tratar do assunto, inclusive com reunião marcada para hoje, que acabou sendo adiada para a próxima segunda-feira (20), à espera da decisão de Toffoli.

Segundo o portal Uol, o ministro suspendeu a eficácia da lei por 180 dias a partir de 24 de dezembro de 2019, data da publicação da lei. Ele atendeu a pedido de associações dos magistrados.

O juiz de garantias é aquele que atua durante investigação criminal, quando são solicitadas medidas como prisão ou interceptação telefônica. Usada em outros países, a figura atua só nesta fase. Quando o caso se transforma em processo, com denúncia acatada, um outro magistrado entra e fica responsável pelo julgamento.

O argumento usado para estabelecer essa diferenciação é garantir a imparcialidade do julgador.
Com a decisão de Toffoli, os tribunais ganham até 21 de junho para adotar a proviência prevista na lei.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 22 de Fevereiro de 2020
10:00
Receita do Dia
Sexta, 21 de Fevereiro de 2020
Quinta, 20 de Fevereiro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)