Cassilândia, Quinta-feira, 20 de Julho de 2017

Últimas Notícias

11/07/2017 06:20

Presidente do INSS diz que, sem dinheiro, órgão para até o fim do ano

Midiamax

O presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Leonardo Gadelha, afirmou ao Blog que o dinheiro disponível hoje no caixa do órgão não é suficiente para manter o pleno funcionamento das agências de atendimento a aposentados e pensionistas até o fim do ano. Caso o Ministério do Planejamento não libere mais verbas, o sistema de atendimento do INSS entrará em colapso. “Temos conversado com o Planejamento e eles sinalizaram que haverá descontingenciamento do Orçamento no momento adequado”, disse.

Sem condições de cumprir a meta fiscal deste ano, de deficit de até R$ 139 bilhões, o governo foi obrigado a cortar o Orçamento em R$ 39 bilhões. A tesoura atingiu todo o governo, indiscriminadamente. No caso do INSS, houve redução de 40% dos recursos disponíveis para o funcionamento das agências.

Caso não haja o repasse de recursos extras ao INSS, o horário de atendimento a trabalhadores, aposentados e pensionistas poderá ser reestruturado, em uma primeira tentativa de controlar a situação. Depois, se nada for feito, será anunciado o fechamento de postos menos procurados, remanejando os atendimentos. Numa situação extrema, postos serão fechados.

Os problemas orçamentárias do INSS afetam aposentados e pensionistas, que esperam em longas filas para conseguir atendimento. Em Brasília, as pessoas passam mais de duas horas em uma fila apenas para pegar uma senha. Gadelha reconheceu os problemas e disse que é de conhecimento do INSS a realidade dos postos. “Ao longo dos últimos anos, tivemos uma perda significativa de servidores ao mesmo tempo que houve aumento da demanda”, justificou.

De acordo com o presidente do INSS, está sendo testado um modelo digital, no qual a pessoa pode submeter o requerimento de aposentadoria e pensão pela internet. “A expectativa é de que o sistema diminua os custos que temos hoje. Nesse caso, não precisamos de orçamento para expandir o sistema para todo o Brasil, estamos fazendo com o que temos hoje”, afirmou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 20 de Julho de 2017
10:07
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Quarta, 19 de Julho de 2017
20:32
Loteria
17:30
Restituição do Imposto de Renda
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)