Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

07/05/2006 19:18

Presidente da Bolívia quer aumentar em US$ 2 o gás

Isadora Grespan/ABr

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse que espera aumentar em US$ 2 o preço do gás vendido ao Brasil e à Argentina, segundo informou a Agencia Boliviana de Información (ABI), a agência de comunicação oficial do país.

A medida tem como objetivo contornar problemas econômicos, como o déficit fiscal de US$ 300 milhões, sem recorrer à cooperação internacional. De acordo com Morales, a alta representará um "importante ingresso para o erário nacional". A ABI informa que o aumento de um único dólar representa um incremento de mais de US$ 300 milhões anuais.

A agência diz que o Brasil paga à Bolívia US$ 3,26 por milhão de Unidades Térmicas Britânicas (BTU), medida utilizada para quantificar financeiramente o gás natural. A Argentina paga o equivalente a US$ 2,6 por milhão de BTU. Em função ao aumento nos preços do petróleo, o milhão de BTU está cotado em US$ 9 no mercado internacional.

Segundo a ABI, Morales afirmou que, frente a esses problemas, "os governos sempre foram mendigar ao exterior", mas com a recuperação dos recursos naturais será possivel resolvê-los internamente. "Agora depende de nós. Nós é quem podemos colocar o preço, mas, para não perder a amizade, vamos discutir [com os sócios energéticos]", disse, acrescentando que os países vizinhos já se mostraram abertos ao diálogos.

O decerto de nacionalização das reservas de gás e petróleo da Bolívia estabelece um prazo de 180 dias para que as empresas petrolíferas firmem novos contratos. A ABI informa que a espanhola Repsol-YPF foi a primeira a iniciar o processo de diálogo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)