Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/10/2011 10:12

Presidência assume operação para libertar reféns em aldeia no Pará

24horasnews

A Secretaria Geral da Presidência da República assumiu o controle das negociações com líderes indígenas das etnias Munduruki, Kayabi e Apiaká, que mantém sete pessoas como reféns na divisa de Mato Grosso com o Pará. Os índios protestam contra a construção da usina hidrelétrica São Manoel, no Rio Teles Pires, entre a cidade mato-grossense de Paranaíta e Jacareacanga (PA). O coordenador da Funai em Colíder, Sebastião Martins, garante que os reféns, apesar da situação, não sofreram agressões.

A decisão de envolver a Presidência da República na operação para a libertação dos reféns foi tomada depois do fracasso nas negociações coordenadas pela Funai ao longo de toda a semana. Uma comissão de negociação chegou no sábado, 21, à cidade de Alta Floresta, norte do Mato Grosso.

Na sexta-feira, uma liderança indígena conversou com secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, de um telefone público instalado na aldeia. Nesta conversa, o líder indígena impôs a presença do Governo na aldeia e a discussão sobre a instalação da hidrelétrica. Ele deixou claro ao alto funcionário do Governo que os indígenas não aceitam o projeto.

Taravy Kayabi, liderança indígena da Terra Indigena Kayabi, divulgou uma nota explicando o motivo do protesto. Ele disse que os índios tomaram medidas radicais com o objetivo de serem escutados. \"Como deve ser do conhecimento de vocês estamos sendo atropelados pelo Governo que pretende construir várias barragens no entorno de nossa terra\" - frisou o líder.

O índio relatou que a comunidade aceitou fazer parte dos estudos e que tem procurado manter diálogo com os empreendedores e a Funai, preocupados, notadamente, segundo ele, com os impactos que causarão as obras na vida dos índios. \"Mas estamos sendo sumariamente desrespeitados. Já estamos vendo a barragem de Teles Pires ser construída e até agora, mesmo após a licença de Instalação nenhum programa nos foi apresentado\".


Os funcionários da Empresa de Pesquisa Energética e da Funai foram à aldeia, para uma reunião sobre as obras. Desde então, foram proibidos de deixar o local. Eles estavam na aldeia explicando os impactos que serão gerados pelo empreendimento aos nativos da região.

Os indígenas exigem a demarcação de terras, tema para o qual a Funai propôs que eles montassem uma comissão de lideranças, para ser discutido em Brasília. Todavia, segundo o coordenador da Funai, a proposta não foi aceita.

O episódio fez o Insittuto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) suspender as três audiências públicas que aconteceriam para tratar do assunto. Uma liminar da Justiça Federal de Mato Grosso também suspendeu a audiência pública. A EPE aguardava a decisão de licenciamento prévio do Ibama para incluir o projeto no leilão marcado pelo Governo para dezembro.

A usina, com capacidade instalada de 700 MW, poderá ser instalada próximo a foz do rio Apiacás. O reservatório da usina terá 63,96 quilômetros quadrados. Esse é um dos projetos de geração hidrelétrica previstos pelo governo na região Amazônica.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)