Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/12/2006 17:31

Prefeituras de 52 cidades terão menor repasse de ICMS

Fernanda Mathias/Campo Grande News

O índice de participação de 52 prefeituras de Mato Grosso do Sul no rateio do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em 2007 será menor que deste ano, conforme resolução da Serc (Secretaria de Estado de Receita e Controle) que traz os índices definitivos para repasse no próximo ano, publicada no DOE (Diário Oficial do Estado) nesta quinta-feira . Dentre as cidades cujo índice foi reduzido está Campo Grande, que passou de 22,39% a 21,60%.

Isso significa, diante da projeção de repasse de R$ 789,1 milhões para rateio entre os municípios, que a Capital deixa de receber R$ 6 milhões. Por outro lado, Corumbá teve o maior incremento no índice de participação, que saltará de 6,97% a 8,17%. Para o município isso significa que receberá cerca de R$ 9 milhões a mais, se mantida a previsão orçamentária. Embora para muitos caia o percentual, o valor de repasse será maior, uma vez que até agora as prefeituras já receberam R$ 572 milhões e deve completar o ano com cercade R$ 600 milhões.

A tabela publicada é a definitiva. O advogado tributarista da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Alexandre Bastos, observa que a publicação ocorreu com atraso, já que a determinação federal é que isso ocorra em agosto. Segundo ele, a movimentação nos índices de participação já era prevista.

Em Corumbá, explica, se deve ao impacto do gás boliviano, que tornou do município a segunda maior economia do Estado. A tendência, acrescenta, é que agora ocorra uma estabilização. Já a redução do repasse para Campo Grande, diz, ocorre porque a Capital não conseguiu alcançar o crescimento dos outros municípios. Porém, o advogado ressalta que a economia da Capital cresceu, o que é revelado pelo próprio valor adicionado (que considera as entradas e saídas de operações comerciais e serviços prestados nas cidades). Desta vez o apurado foi de R$ 6,1 bilhões contra R$ 5,7 bilhões no ano anterior.

Ainda assim, afirma Bastos, não chega a representar 25% da economia do Estado, quando a média nacional é que as Capitais respondam por cerca de um terço da movimentação econômica do Estados. Dentre os maiores municípios, Dourados também teve aumento no índice de repasse, que de 6,21% passou a 6,48%. Ponta Porã recuou de 2,25% a 2,02% e Três Lagoas de 4,35% passará a ter participação de 4,73%.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)