Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/04/2014 10:24

Prefeitura tem 48 horas para evitar despejo de vereadores na Capital

Campo Grande News

A Prefeitura de Campo Grande tem prazo de 48 horas para evitar o despejo dos 29 vereadores do prédio da Câmara Municipal. Desapropriado em março, o imóvel ainda não teve indenização definida com a Haddad Engenheiros Associados e acumula R$ 17 milhões em alugueis atrasados. O prazo para negociação encerra na quinta-feira (24).

De acordo com o advogado da Haddad, André Borges, mesmo com prazo apertado os sócios da empresa estão confiantes de que o Executivo resolva o impasse. Isso porque o decreto de desapropriação assinado no dia 10 de março, pelo ex-prefeito Alcides Bernal (PP), foi apenas o início do processo. A próxima etapa, ainda pendente, envolve determinar a indenização a ser paga pelo imóvel, avaliado pela Haddad em R$ 30 milhões.

Neste contexto, o prazo para um possível despejo foi estabelecido pelo juiz da 1ª Vara de Fazenda Pública, Nélio Stábile, que considerou a notificação da Câmara Municipal, em 22 de outubro do ano passado, para o início da contagem de 180 dias.

“O processo está na mão do juiz, que determinou que retornasse no dia 22 para seu gabinete. Na quinta-feira ele irá decidir pelo despejo ou não, mas tudo é possível quando envolve a Prefeitura de Campo Grande, lamentavelmente”, avalia Borges.

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador Mario Cesar (PMDB), “não há tensão” sobre o tema no Legislativo, que devolveu no ano passado R$ 7,238 milhões do duodécimo para auxiliar nas negociações. O peemedebista também diz ter “certeza” de que a questão será resolvida pelo prefeito Gilmar Olarte (PP).

Na semana passada, o secretário de Governo e Relações Institucionais, Rodrigo Pimentel, confirmou que a PGM (Procuradoria Geral do Município) está dando continuidade ao processo de indenização. O objetivo é fechar um pacote que envolva o valor do prédio e dos alugueis atrasados. A Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo) estaria responsável pela avaliação do imóvel.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)