Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/04/2015 16:48

Prefeitos articulam prorrogação de mandato por mais 2 anos

Campo Grande News

Alegando dificuldades financeiras por conta das medidas fiscais impostas pelo governo federal, o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Juvenal Neto (PSDB), aproveitou a passagem do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por Campo Grande para pedir a prorrogação dos mandatos dos prefeitos por mais dois anos.

Neto, que é prefeito de Nova Alvorado do Sul, entregou documento a Cunha na última sexta-feira (24), no qual pede apoio da Câmara por mais dois anos de mandato aos prefeitos, considerando que a maioria dos municípios de MS encontra-se em estado de insolvência por conta dos cortes da União.

No documento, o presidente da Assomasul relata que os prefeitos se reuniram em assembleia-geral no último dia 14 de abril, na sede da entidade, e discutiram, entre outros temas na pauta do Congresso Nacional, a Reforma Política.

A ideia, segundo o dirigente, seria aprovar na Reforma Política, em tramitação no Congresso, a unificação das datas de eleição no país já em 2018. A proposta, no entanto, enfrentaria certa resistência nas duas casas legislativas por ser considerada polêmica e devido ao jogo de interesse dos congressistas.

Diante do atual quadro de crise política no país, Neto defende ser fundamental a unificação das eleições gerais no Brasil, “com o propósito de reduzir despesas e o desgaste para o país, fruto de eleições a cada dois anos”, destacou ele, no documento entregue a Cunha.

O presidente da Assomasul destaca que a medida, se aprovada, garantiria aos partidos e à justiça eleitoral tempo suficiente para se adequarem às mudanças da reforma política. Na contramão desse pensamento, o prefeito Adão Rolim (PR), de São Gabriel d'Oeste, município à 120 km da Capital, disse não acreditar muito nessa possibilidade. "Considero boa proposta coincidir a data das eleições, mas em relação a prorrogação do mandato não acredito que seja aprovada."

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)