Cassilândia, Segunda-feira, 01 de Junho de 2020

Últimas Notícias

19/05/2020 15:00

Prefeito mantém decreto dos 21 dias de oração, mas quer conversar com a OAB

Leonardo Rocha, Campo Grande News

 

O prefeito de Ladário, Iranil de Lima Soares (PSDB), manteve em vigor o decreto que convoca os moradores da cidade para 21 dias de oração e 1 de jejum, contra a pandemia do coronavírus. Ele vai se reunir com a OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil) para discutir a legalidade do documento.

Segundo a assessoria da prefeitura, não existe intenção de revogar o decreto, mas que vai buscar uma reunião para conversar com os representantes da OAB. O objetivo é esclarecer que pontos da peça são considerados inconstitucionais pela órgão, que já divulgou que irá entrar com uma ação direta de inconstitucionalidade.

A princípio o prefeito deve marcar uma reunião com representantes da OAB na unidade de Corumbá, para discutir o tema. O presidente da Ordem, Mansour Elias Karmouche, afirmou que o decreto é “totalmente inconstitucional”, já que segundo ele, a prefeitura não pode obrigar as pessoas a rezarem ou jejuarem. “Isto não é obrigação do município”.

Karmouche ponderou que a Constituição não prevê a possibilidade de decretos com esta finalidade. Ainda criticou que "essas invencionices tiram a credibilidade” da realização de medidas de prevenção e proteção a vidam, durante a pandemia de coronavírus.

Por meio da assessoria, a prefeitura alegou que o decreto “não é impositivo e não traz nenhuma ofensa a qualquer religião” e que a intenção foi pedir às pessoas que acreditam em Deus a orar pela cidade, nestes 21 dias.

O chefe do Executivo informou ainda que consultou a base aliada antes de baixar o decreto e que foram realizadas outras medidas contra pandemia, como ações de prevenção no comércio e feiras livres, assim como uso obrigatório de máscaras, toque de recolher, e regras para academias. - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 01 de Junho de 2020
06:50
É bom relembrar
06:45
Alcides Silva
Domingo, 31 de Maio de 2020
09:52
Cassilândia
08:52
Cassilândia/Lagoa Santa/São João do Aporé
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)