Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/06/2007 18:45

Prefeito de Cassilândia recorre contra novo afastamento

Humberto Marques/Campo Grande News

A defesa do prefeito José Donizete Ferreira de Freitas (PT) encaminhou na manhã desta sexta-feira (1° de junho) recurso ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, contra o pedido de afastamento de 90 dias impetrado pelo Ministério Público Estadual e acatado pelo juiz Marcelo Andrade Silva, da Comarca de Cassilândia. A expectativa era de que o recurso fosse protocolado apenas na próxima semana, porém, conforme destacou o advogado Vinícios Leite Campos – que defende Freitas – a rapidez na remessa de documentos referentes ao processo permitiu a elaboração da defesa ainda nesta manhã.

O pedido de afastamento é referente à denúncia de que o prefeito cassilandense teria participação em um segundo esquema de corrupção, desta vez envolvendo o departamento de água e esgoto do município. Conforme documentação encaminhada pelo MPE à Justiça, contas vencidas referentes ao serviço eram cobradas por funcionários da prefeitura, ao invés de incluídas na dívida ativa municipal.

Os recursos, ao invés de serem incorporados ao tesouro municipal, estariam sendo utilizados para fins particulares. Além de Donizete de Freitas, o ex-secretário de Finanças de Cassilândia, Waldomiro Cotrim, também é acusado de participar do esquema. Ambos já foram indiciados por conta das investigações da Operação Judas – que investigou o desvio de verbas da prefeitura através do uso de notas frias.

Campos não informou o conteúdo da defesa, sob alegação de que o processo corre em segredo de Justiça. No entanto, ele informou que aguarda uma decisão do TJ/MS até a próxima terça-feira (5 de junho). O processo foi encaminhado do desembargador Horácio Vanderlei Nascimento Pithan.

Donizete de Freitas havia sido afastado por 30 dias, tendo o período prorrogado por 180 dias pela juíza Jeane de Souza Barbosa Ximenes. No dia 30 de maio (quarta-feira), o desembargador Luis Carlos Santini reverteu essa decisão, conduzindo-o novamente ao cargo. Porém, poucas horas depois, o prefeito foi comunicado sobre a nova ação civil cautelar do MPE, que o mantém afastado pelo período de 90 dias.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)