Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/10/2004 13:13

Preço Mínimo do leite beneficia produtores rurais

Famasul Noticías

O Governo Federal liberou antecipadamente o mecanismo de crédito que possibilita a compra do excedente do leite, pela indústria leiteira,produzido no período de safra. No último dia 15 foi publicado no Diário Oficial o Decreto no 5.241, que fixa os preços mínimos para produtos agropecuários para a safra 2004/2005. No caso do leite, o governo federal fixou os seguintes preços mínimos para obtenção do EGF: R$ 0,38 por litro (Sul e Sudeste), R$ 0,36 por litro (DF, MS e GO), R$0,33 por litro (Região Norte e MT) e R$0,38 por litro (Nordeste).

Segundo Adriana Mascarenhas, consultora de economia da Funar (Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural) e coordenadora da Câmara Setorial do Leite de MS, apesar de ser um empréstimo destinado à indústria, a medida beneficia o produtor, pois o excedente não vai entrar no mercado causando a depreciação dos preços, por causa da grande oferta disponível no período de safra.

“A nossa entressafra este ano foi atípica, se estendendo até o final de Outubro e agora que as chuvas começaram, este aumento de produção vai começar a ser sentido já em Novembro, onde vamos ter o leite em excesso. Neste momento é que o EGF é tão importante pois a indústria vai poder tirar do mercado este leite excedente, formando seu estoque e devolvendo ao mercado no momento mais oportuno”, explica a economista.

Conforme dados do departamento econômico da CNPL (Comissão Nacional de Pecuária de Leite) da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), existe uma diferença de aproximadamente 10% na quantidade produzida nos períodos de safra e entressafra, o que torna essencial o crédito para armazenagem. Porém, para a CNA os preços mínimos do litro de leite ficaram muito abaixo do requisitado, defendendo que os preços nas regiões sul e sudeste deveriam ser de R$ 0,44, com deságio para as outras regiões.

Adriana Mascarenhas confirma que, para Mato grosso do Sul, os preços realmente ficaram abaixo daquilo que foi solicitado, mas que mesmo assim o EGF é muito bem-vindo. “A produção em nosso Estado tem uma sazonalidade muito grande e por isso sofremos muito com diferenciação de preços nos períodos de safra e entressafra, diferente de outros Estados”, destaca. E completa: “nós esperamos que a indústria tenha interesse em buscar este empréstimo para comprar o produto, e dessa forma possibilitar um equilíbrio maior nos preços, beneficiando os produtores.”

Autor:
Rúbia Sibele

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)