Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/12/2004 12:50

Preço da gasolina pode chegar a R$ 2,58 em janeiro

Fernanda Mathias / Campo Grande News

O preço médio da gasolina em Mato Grosso do Sul pode subir mais R$ 0,07 a partir de janeiro. Isso se os estabelecimentos novamente resolverem acompanhar o PMPF (Preço Médio Ponderado Final) usado como base para aplicação da alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Serviços e Mercadorias).
A revisão desse valor de base, feita pelo Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendário) saiu no Diário Oficial da União desta segunda-feira, passando de R$ 2,5122, que é o preço médio cobrado em Mato Grosso do Sul, segundo a ANP (Agência Nacional de Petróleo) para R$ 2,5819.
Se o setor repassar esse aumento integralmente o consumidor vai sentir no bolso a diferença de R$ 3,50 a cada 50 litros abastecidos. O setor tem aumentado os preços dos combustíveis sucessivamente, acompanhando a pauta fiscal.
O governo argumenta que os valores de base seguem o mercado, embora sempre estejam acima dos mostrados pela pesquisa da ANP. Os aumentos de preços são investigados pelo MPE (Ministério Público Estadual), que quer saber se há margem excessiva de lucro pelos empresários do setor de revenda.
No caso do diesel, cujo PMPF estava a R$ 1,7648 quando o preço apontado pela ANP é de R$ 1,803, na média, o acréscimo também é de R$ 0,071 que podem ser repassados também a partir da vigência do novo valor de base, no mês que vem.
Para o álcool o reajuste do preço para fins de cálculo de ICMS foi menor, passou de R$ 1,7508 a R$ 1,7690. O valor considerado em pauta representa R$ 0,06 a mais que a média apontada pela ANP em sua última pesquisa, concluída em 18 de dezembro e desde quando não houve mais reajustes no preço de combustíveis.
O reajuste do preço da gasolina em Mato Grosso do Sul ao longo deste ano representa exatamente o dobro da média nacional. Segundo relatório do Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) , as projeções já refeitas para o reajuste total do combustível para 2004 é de 13%.
Em Campo Grande desde junho, quando a média de preços conforme a ANP (Agência Nacional de Petróleo) era de R$ 2,00, já são 26% de aumento, passando a R$ 2,516 na pesquisa da última semana.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)