Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/12/2006 18:48

Preço da carne aumenta no varejo, mas a arroba não sobe

Fabiane Sato

Na contramão do aumento dos preços no varejo, o preço da arroba bovina não sobe para o produtor rural em Mato Grosso do Sul. Ao contrário das expectativas dos pecuaristas, as festas de fim de ano e as férias só têm valores maiores para os consumidores nas gôndolas dos supermercados, como pode ser observado pela dona-de-casa.

A informação é do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL), Ademar Silva Júnior, durante a reunião de emergência entre os representantes do Sindicato Rural de Campo Grande, Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul) e a Bolsa de Mercadorias e Futuros.

“O que estamos vendo é que o aumento do preço da carne é só para as donas-de-casa, a arroba tem caído e o consumidor precisa ter consciência de que o preço da carne na gôndola do supermercado não tem subido”, avisa Ademar.

Na avaliação do pre! sidente da entidade não existe uma oferta de carne tão elevada que faça com que o preço da carne diminua. O presidente da Acrissul, Laucídio Coelho, concorda. “Os pecuaristas podem reduzir o rebanho e assim reduzir a oferta para o frigorífico”, aconselha.

No último dia 5 de dezembro, o preço da arroba rastreada estava em Naviraí e em Nova Andradina, R$ 51, em Anastácio R$ 48, em Bataguassu, R$ 50 e em Coxim já livre de Funrural R$ 46.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)