Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/09/2006 16:39

Preço da arroba sobe, mas pecuarista não recupera perdas

Famasul News

Depois de quase doze meses dos focos de febre aftosa em Mato Grosso do Sul, essa é a primeira vez que a arroba do boi volta a subir. Desde julho, o preço vem se recuperando, impulsionados pela redução da oferta.

“O ideal seria que a arroba chegasse aos R$ 70 ou R$ 75, aí sim o produtor recuperaria o preço e teria alguma rentabilidade depois desse quase um ano amargando prejuízos”, analisa o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL), Ademar Silva Júnior.

Hoje, o valor da arroba em Mato Grosso do Sul varia entre R$ 59 e R$ 60, nas praças de Araçatuba (SP), a média é de R$ 62. Conforme a consultora econômica da entidade, Adriana Mascarenhas, o mercado futuro indica aumento nos próximos 30 dias.

O preço da carne in natura exportada também aumentou. “Alguns fatores como o crescimento da demanda mundial, diminuição da produção de carne bovina na União Européia, diminuição da demanda por carne frango contribuíram para o aumento da carne exportada”, explica a economista.

Sanidade

A sanidade animal é a principal preocupação da FAMASUL, conforme informou o presidente da entidade. Em sua análise, o quadro poderia estar melhor para os pecuaristas. “O Estado precisa se envolver com seriedade nas discussões e ter menos superficialidade”, critica.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)