Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/04/2007 21:32

Povo Guarani reclama falta de terra e cultura

Stênio Ribeiro/ABr

Brasília - Representantes dos 225 mil índios guaranis, que habitam o sul do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia, divulgaram hoje (15) o documento final do 2° Encontro Continental Sepé Tiaraju e o Povo Guarani, que terminou ontem em Porto Alegre. Durante quatro dias, eles discutiram a necessidade de mais terras para trabalhar e preservar suas manifestações culturais.

Os guaranis reclamam da violência sofrida ao longo dos cinco séculos de história da América do Sul e reivindicam o direito de livre circulação, sem fronteiras entre os países. "Apesar de toda a violência praticada ao longo dos últimos 500 anos, nós resistimos. Hoje somos mais de 225 mil pessoas, um dos maiores povos da América", afirmam no documento.

Eles asseguram que sempre tiveram relação de respeito com a natureza e dizem que sem o mato, a água, os rios e todos os seres que nela [mata] habitam, não podem viver. "A falta de terra é o principal problema que atinge nosso povo. Não vivemos sem a terra e a terra não vive sem o nosso povo, formamos um único corpo. A falta de terra não permite que vivamos de acordo com nossa cultura. Nossos jovens são obrigados a buscar trabalho em outros locais, não sobrando tempo para aprender com nossos velhos".

Em razão do respeito pelo meio ambiente, o povo Guarani enfatiza que a demarcação de suas terras seria "um bem para toda a humanidade", porque eles jamais destruiriam a natureza. Os índios manifestam "profunda tristeza" com a redução das matas, com a poluição dos rios e a extinção dos animais e dizem que as poucas "matas verdadeiras" que restam foram transformadas em reservas ou parques ambientais que eles não podem ocupar.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)