Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

21/03/2006 16:02

Posto que adultera combustível sairá do cadastro de ICMS

Humberto Marques / Campo Grande News

A Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul derrubou na sessão de hoje veto do governador Zeca do PT a projeto de autoria do deputado estadual Waldir Neves (PSDB), que prevê a cassação do Cadastro de Contribuinte de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) dos postos de combustíveis que forem flagrados comercializando combustíveis adulterados. A proposta teve parecer unânime do plenário da Casa, sendo que, em 2005, já havia sido aprovado – recebendo veto total do Executivo estadual, segundo a assessoria do deputado tucano.

Neves argumentou que a adulteração de combustíveis (através da adição de solventes, por exemplo) seria regularmente constatada em postos, transportadoras e distribuidoras de derivados de petróleo, mesmo sendo proibida por causar danos aos motores. A legislação considera como “combustível” a gasolina, álcool anidro, GNV (Gás Natural Veicular) e o óleo diesel. A constatação de irregularidade está sob responsabilidade da ANP (Agência Nacional de Petróleo e Gás Natural), através de laudo. A Mesa Diretora da Assembléia encaminhou o projeto para ser promulgado, sendo que o Executivo terá 90 dias para providenciar a regulamentação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)