Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/07/2015 07:17

População está em alerta sobre golpe da "professora em estado terminal"

Thiago de Souza, Campo Grande News
Foto é divulgada em rede social como sendo do possível golpista. (Foto: Reprodução Facebook/Diário Corumbaense)Foto é divulgada em rede social como sendo do possível golpista. (Foto: Reprodução Facebook/Diário Corumbaense)

A população de Corumbá e Ladário está em alerta sobre um golpe praticado por um homem que pede doações em dinheiro para uma suposta professora que estaria doente, em estado terminal. O aviso é divulgado principalmente em redes sociais pela diretora adjunta da Escola Estadual Gabriel Vandoni de Barros, Raquel Guimarães do Prado.

De acordo com o Diário Corumbaense, Raquel ficou sabendo do golpe, na sexta-feira (16), após uma pessoa entrar em contato com a escola para checar se a instituição estava recolhendo donativos em prol de uma professora chamada Fernanda, que estaria com uma doença, em estado terminal. A diretora, então, negou a informação e pediu que a pessoa não doasse, pois tratava-se de um golpe.

A diretora adjuta foi até uma rádio local e disseminou o alerta. Intantes depois, Raquel descobriu que várias pessoas haviam caído no conto do estelionatário.

De acordo com informado ao site Diário Corumbaense, o golpista é um homem magro, branco, ruivo, usa óculos , tem cabelos compridos e fala bem.

As mensagens recebidas da população no Facebook, dão conta que o golpista se apresenta como professor de várias escolas da região.

Vítimas

A dona de casa Janaína Barbosa, 30, foi uma das vítimas do falsário. “Ele veio até minha casa, isso tem uns dois meses. Achei-o um pouco estranho, mas ele conseguiu me convencer e doei uma quantia até significativa. Fiquei perplexa ao saber aqui no Facebook, com a postagem, que isso era um golpe. Agora, é prestar mais atenção e infelizmente vou passar a desconfiar de qualquer pedido de donativo”, lamentou.

“Este homem já veio na minha casa e doamos dinheiro também. Perguntamos onde era a casa da professora que se encontrava doente, pois iríamos pedir ajuda para nossa familia e levar uma boa doação a ela, ele disse que ela iria viajar pra fazer uma operação e por fim não passou o endereço. Mesmo com dúvidas, doamos dinheiro. Ele pode enganar as pessoas, mas não pode enganar a Deus”, afirmou outra vítima nos comentários.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)